14 de Junho de 2024
14 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

VGNJUR Sexta-feira, 07 de Outubro de 2022, 08:48 - A | A

Sexta-feira, 07 de Outubro de 2022, 08h:48 - A | A

TACHADO DE CORRUPTO

Juiz recebe ação do Mauro contra Emanuel e marca audiência

Mauro se diz ofendido por Pinheiro, que o chamou de corrupto e requer indenização de R$ 100 mil

Rojane Marta/VGN

 

O juiz da 9ª Vara Cível de Cuiabá, Gilberto Lopes Bussiki, recebeu a ação movida pelo governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (União), contra o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB). Na ação, Mauro se diz ofendido por Pinheiro, que o chamou de corrupto e requer indenização de R$ 100 mil.

Em decisão publicada nesta sexta (07.10), o magistrado marcou a audiência de conciliação para o dia 28 de fevereiro de 2023, às 09h30, que será realizada perante a CEJUSC do Fórum da Capital, Sala 06.

“Ficam as partes cientes de que o comparecimento, acompanhado de advogados, é obrigatório e que a ausência injustificada caracteriza ato atentatório à dignidade da justiça a ser sancionado com multa. As partes, no entanto, podem constituir representantes por meio de procuração específica, como poderes para negociar e transigir. Em não havendo autocomposição, o prazo para contestação, de 15 dias, terá início a partir da audiência ou, se for caso, da última sessão de conciliação. Se a parte ré não ofertar contestação, será considerada revel e presumir-se-ão verdadeiras as alegações de fato formuladas pela parte autora” adverte o juiz.

Ação - Consta dos autos, que em coletiva, Emanuel, que coordenador da campanha da sua esposa, candidata ao Governo Márcia Pinheiro (PV), atribui ao Mauro Mendes a pecha de “maior corrupto de Mato Grosso”, bem como que este “cria uma cortina de fumaça para saquear o Estado de Mato Grosso”, atribuindo ao governador enriquecimento ilícito e favorecimento de seu filho.

Esta é a segunda ação movida por Mendes contra a família Pinheiro, por conta da coletiva e por desafiar o governador a colocar a disposição o sigilo bancário da família e de suas empresas. Na sexta passada (23), Mendes acionou Márcia Pinheiro devido às mesmas acusações e também pediu indenização de R$ 100 mil. Caso a Justiça aceite a ação e o valor pedido, o casal poderá ter que pagar o valor de R$ 200 mil.

Leia mais: Tachado de corrupto, Mendes aciona Emanuel Pinheiro na Justiça; casal pode ter que pagar R$ 200 mil

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

Comente esta notícia

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760