22 de Junho de 2024
22 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

VGNJUR Sexta-feira, 07 de Junho de 2024, 11:34 - A | A

Sexta-feira, 07 de Junho de 2024, 11h:34 - A | A

ATOS ANTIDEMOCRÁTICOS

Morador de VG preso por atos em Brasília tenta transferência de presídio de segurança máxima

Morador está preso em um presídio de segurança máxima em Naviraí, em Mato Grosso do Sul

Lucione Nazareth/VGNJur

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifeste sobre o pedido do eletricista Juvenal Alves Corrêa de Albuquerque para que seja transferido do presídio de segurança máxima em Mato Grosso do Sul, para uma unidade prisional na Grande Cuiabá. O prazo é de cinco dias.

Condenado a 16 anos de prisão por participação nos atos antidemocráticos de 8 de janeiro de 2023 que levaram à invasão e depredação das sedes dos Três Poderes em Brasília, Juvenal Alves foi preso em 22 de maio pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) depois de fazer uma ultrapassagem em local proibido na BR-163 na cidade de Naviraí, no Mato Grosso do Sul.

Morador de Várzea Grande, ele teve a prisão decretada pelo ministro do Supremo, Alexandre de Moraes, em 08 de maio. "Diante do exposto, com fundamento no art. 21 do Regimento Interno deste Supremo Tribunal Federal, Decreto a prisão preventiva de Juvenal Alves Correa de Albuquerque, CPF nº 0..-46. Expeça-se o mandado, destinado à Polícia Federal", diz a decisão.

Após a prisão, Juvenal Alves foi recolhido em um presídio de segurança máxima em Naviraí.

Leia Mais - Condenado por atos de 8 de janeiro, morador de VG é preso em MS tentando fugir para Argentina

 
 

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

Comente esta notícia

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760