17 de Junho de 2024
17 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Política Sexta-feira, 08 de Abril de 2022, 09:51 - A | A

Sexta-feira, 08 de Abril de 2022, 09h:51 - A | A

CPI do MEC

Senador consegue assinaturas suficientes para abrir CPI e investigar supostas irregularidades no MEC

Senador quer investigar suposta influência de pastores no Ministério da Educação; até propina é cobrada pelos religiosos

Lucione Nazareth/VGN

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou nesta sexta-feira (08.04) que obteve no Senado o número de assinaturas necessárias para instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) com objetivo de investigar possíveis irregularidades no Ministério da Educação.

De acordo com o Regimento Interno do Senado, é preciso ao menos que 1/3 dos senadores apoiam o requerimento para que este seja válido, ou seja, 27 assinaturas.

“Acabamos de assinar o requerimento para a instalação da #CPIdoMEC. Com nossa assinatura, foi alcançado o número regimental para a instalação. Sempre fui um defensor de investigações, em casos como este, para que se obtenha a verdade dos fatos. Não poderia ser diferente agora”, escreveu o senador em sua rede social.

Leia Também - Senado anuncia concurso para contratar servidores com salário de até R$ 33 mil

CPI do MEC

Randolfe tenta instalar CPI para investigar suposta influência de dois pastores no Ministério da Educação. Em 21 de março, o jornal Folha de São Paulo divulgou áudio em que o ministro da Educação, Milton Ribeiro, diz que prioriza amigos do pastor Gilmar dos Santos nas políticas ministeriais a pedido do presidente Jair Bolsonaro (PL).

A suposta interferência também foi relatada por prefeitos na última terça-feira (05.04) durante participação de reunião da Comissão de Educação do Senado. Os gestores públicos afirmaram que os líderes religiosos participavam de encontros no MEC ao lado do então ministro Milton Ribeiro e do presidente do FNDE. Em seguida, segundo os prefeitos, os pastores os levavam para almoçar e pediam propinas de R$ 15.000 a R$ 40.000 e até ouro para conseguir a liberação de verbas do fundo para os municípios.

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760