17 de Junho de 2024
17 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Política Sexta-feira, 04 de Novembro de 2022, 16:33 - A | A

Sexta-feira, 04 de Novembro de 2022, 16h:33 - A | A

Cuiabá

Emanuel cita respeito a vontade da maioria, mas não se posiciona entre Lula e Bolsonaro

"Temos que ter maturidade e respeitar vontade da maioria", disse o prefeito Emanuel

Adriana Assunção & Kleyton Agostinho/VGN

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), avaliou como “a maior festa democrática do mundo” a eleição que consagrou a vitória do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que disputou o segundo turno contra o atual presidente Jair Bolsonaro (PL), derrotado no pleito eleitoral.

Emanuel - que não se posicionou entre Lula e Bolsonaro durante o período eleitoral - novamente evitou transparecer qual foi a sua escolha pessoal. Ele apenas se limitou a dizer que a festa da Democracia foi digna das duas grandes lideranças populares.

“A eleição do Lula foi a eleição da vontade popular, a maior festa democrática do mundo, um show de Democracia, o Brasil deu um exemplo para o mundo, em uma eleição limpa, aberta e democrática. Duas grandes lideranças populares foram as urnas e a maioria escolheu o ex-presidente Lula para dirigir o Brasil nos próximos quatro anos. Então, temos que ter maturidade e respeitar a vontade da maioria. Vamos dar todas as condições para que Lula possa unificar o Brasil e fazer um grande trabalho, especialmente para Cuiabá e Mato Grosso”, disse o prefeito.

Sobre as manifestações contra a eleição de Lula, que causaram obstruções nas rodovias, Emanuel defendeu o cumprimento da determinação feita pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para que Polícia Rodoviária Federal atue em conjunto com a Polícia Militar. Segundo Emanuel, o gestor que não cumprir a determinação estará cometendo uma omissão, com consequências danosas à população mato-grossense.

Já sobre sua jurisdição, Emanuel afirmou já foi dada ao secretário de Mobilidade Urbana (Semob), Juares Samaniego a orientação para cumprir a ordem pública na Capital. Segundo ele, caso for necessário, irá agir em conjunto com as Forças de Segurança do Estado.

“O que depender da cidade já falei que está a inteira disposição. Já falei ao secretário da Semob, Juares Samaniego, determinei ao secretário de Governo que pudesse acompanhar. Toda e qualquer ação na minha jurisdição, no município de Cuiabá, o que depender do prefeito da Capital, para manter a paz social e a ordem pública de uma forma geral, o prefeito não prevaricará. Agiremos em conjunto com as demais forças, para garantir o respeito a Constituição e o Estado Democrático de Direito”, desse o prefeito.

Leia mais: Ludio espera que bancada bolsonarista de MT saia do mundo paralelo e discuta pautas concretas ao Brasil

Questionado sobre os carros estacionados de forma irregular pelos manifestantes em frente à 13ª Brigada de Infantaria Motorizada do Exército, na avenida Historiador Rubens de Mendonça, Emanuel afirmou que a função de estabelecer a ordem é uma obrigação do agente de trânsito.

“Isso não precisaria nem de força tarefa, isso já é obrigação dos agentes de trânsitos agirem. Temos uma reunião para avaliarmos essa situação e determinar que os agentes cumpram a sua obrigação na jurisdição de Cuiabá, para reparar essas transgressões no trânsito, não precisa nem de força tarefa, e nem de determinação de secretário ou do prefeito, essa é a função do agente de trânsito”, disse o prefeito.

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760