17 de Junho de 2024
17 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Política Segunda-feira, 18 de Abril de 2022, 10:45 - A | A

Segunda-feira, 18 de Abril de 2022, 10h:45 - A | A

nas redes sociais

Senador chama ministro de “cara de pau”: “Governo garantiu a crise”

“É muita cara de pau Queiroga ir pra TV falar que eles fizeram algo para salvar vidas", disse senador sobre pronunciamento de Queiroga

Lucione Nazareth/VGN

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) chamou nesta segunda-feira (18.04) o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, de “cara de pau”, ao afirmar que o Governo do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) adotou medidas para salvar vidas dos brasileiros, em decorrência da pandemia, e que o verdadeiro “salvador” foi a CPI da Pandemia no Senado.

Na noite desse domingo (17.04), Queiroga anunciou o fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional da Covid-19, e que essa medida foi possível “graças à melhora do cenário epidemiológico, à ampla cobertura vacinal da população, e à capacidade de assistência do SUS”.

Leia Mais - Ministro anuncia fim da emergência sanitária, mas avisa que a Covid-19 não acabou

Randolfe usou sua rede social para rebater o ministro, e afirmou que se não fosse a CPI da Pandemia no Senado não tinha vacina contra o coronavírus no Brasil, e que ao invés disso haveria “propina para integrantes do Governo''.

“É muita cara de pau Queiroga ir pra TV falar que eles fizeram algo para salvar vidas! Se não fosse a CPI da Pandemia não tinha vacina, tinha propina pros integrantes do Governo! A VACINA está garantindo a superação da pandemia, o Governo garantiu a CRISE!”, escreveu o parlamentar.

Lembrando que Randolfe Rodrigues foi vice-presidente da CPI da Pandemia, que pediu o indiciamento de 78 pessoas e duas empresas, entre eles o presidente Jair Bolsonaro por considerar que ele cometeu pelo menos nove crimes. Há também pedidos de indiciamento de ministros, ex-ministros, três filhos do presidente, deputados federais, médicos, empresários e um governador – o do Amazonas, Wilson Lima. Duas empresas que firmaram contrato com o Ministério da Saúde – a Precisa Medicamentos e a VTCLog – também foram responsabilizadas.

Leia Mais - Senador diz que Bolsonaro pode pegar mais de 78 anos de prisão por crimes cometidos na pandemia

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760