19 de Junho de 2024
19 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Política Segunda-feira, 28 de Março de 2022, 11:57 - A | A

Segunda-feira, 28 de Março de 2022, 11h:57 - A | A

Eleição 2022

Emanuel desafia governador anunciar candidatura: “Mauro morre de medo de me enfrentar”

Emanuel sobre candidatura de oposição: “WO não existe. Mato Grosso é um Estado pujante e não pode se contentar com a construções de um projeto para poucos

Adriana Assunção & Kleyton Agostinho/VGN

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) afirmou em entrevista à imprensa nesta segunda-feira (28.03), que decidirá se será ou não candidato ao Governo nas eleições de 2022, somente após o governador Mauro Mendes (União Brasil), decidir se disputará ou não à reeleição.

“Se você tirar o cabeça (Mauro Mendes), se você enfrentar o cabeça, abrindo um debate para passar Mato Grosso a limpo. Fazendo um enfrentamento com novas ideias, novas propostas e a verdade, Mato Grosso poderá ser debatido em campanha. Agora, se ele não for candidato, 70% do problema estará resolvido, vamos enfrentar quem ele vai apoiar “, declarou o prefeito.

Emanuel reiterou como motivo para seguir com a oposição ao governador a tributação sobre o comércio, a falta de diálogo com os segmentos da sociedade, a perseguição aos servidores públicos e a taxação dos aposentados e pensionistas.

Segundo Emanuel, Mauro governa para poucos e tornou Mato Grosso promissor somente "para uma panelinha, para os amigos mais chegados e para os sócios.” Ele afirma que se recusa a acompanhar uma vitória de Mendes por WO, termo usado para definir a vitória dada a determinado competidor quando a equipe adversária está impossibilitada ou quando não existem adversários.

“WO não existe. Mato Grosso é um Estado pujante e não pode se contentar com a construções de um projeto para poucos, um projeto de gestão que não haja contraditório, que não haja debate, que não haja pluralidade de ideias, não é isso que a sociedade quer, quanto mais candidatos melhores. Estou muito feliz com a procura da sociedade, como eu disse, me motiva, me emociona, me anima muito, e o projeto é esse. WO jamais”, declarou Emanuel.

Leia também: Mauro desafia deputados manterem benefícios para evitar desindustrialização com retirada de MT da Amazônia Legal

Questionado se está desafiando o governador Mauro Mendes para anunciar candidatura, Emanuel disse que não. “Não é um desafio, porque não sou arrogante como eles. Não estou dizendo que se ele for candidato vou ser, mas eu só admito decidir se serei candidato ou não, se Mauro Mendes for candidato a governador”, declarou Emanuel.

Ele que tem o prazo até a 1ª de abril para decidir se renunciará à Prefeitura de Cuiabá para disputar o Governo pediu ao governador para facilitar sua decisão. “Decisão é até sexta-feira, primeiro eu gostaria muito que o governador anunciasse que ele vai ser candidato, ele vai facilitar muito minha decisão, ai vou entrar no páreo, se não, se ele não anunciar, é um direito dele, ele tem prazo, aí vou sentar com o grupo, e vou anunciar na sexta-feira, qual a decisão tomada. Já que ele está tão seguro do Governo que ele está fazendo, então, ele pode ajudar a definir”, desafiou.

Contudo, Emanuel mesmo sem definir candidatura revelou o tom da campanha com a seguinte declaração: "Eu acho que Mauro Mendes morre de medo de me enfrentar. Ele já correu uma vez, em 2016 lancei candidatura duas semanas antes dele. Telefonaram, me pediram pelo amor de Deus, me ofereceram indicar vice, mais duas secretarias, falei não, não tem mais jeito, agora sou candidato, você perdeu a oportunidade", encerrou.

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760