16 de Junho de 2024
16 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Política Quarta-feira, 09 de Março de 2022, 14:06 - A | A

Quarta-feira, 09 de Março de 2022, 14h:06 - A | A

Eleição 2022

Com apoio de Mendes à Wellington, Janaina espera permanecer no MDB

"Hoje eu não tenho condições de andar num arco de aliança do senador Wellington Fagundes", declarou Janaina

Adriana Assunção & Kleyton Agostinho/VGN

A deputada Janaína Riva (MDB) em entrevista à imprensa nessa terça-feira (08.03) foi enfática em declarar que “não tem condições de caminhar em um arco de aliança diferente a do seu sogro", senador Wellington Fagundes (PL), pré-candidato à reeleição. Isso porque, o MDB do deputado Carlos Bezerra decidiu apoiar a pré-candidatura do deputado federal, Neri Geller (PP) ao Senado.

Para reverter esse apoio a favor do sogro, Janaina apelou para a influência do governador Mauro Mendes (União). “O governador tem influência por conta da decisão dele com relação ao apoio ao Senado, então, como hoje o MDB trabalha com a possibilidade de apoiar a reeleição do governador, o partido naturalmente também está na expectativa de quem seria o senador. E para mim, isso é importante, pessoalmente e profissionalmente falando: "Hoje eu não tenho condições de andar num arco de aliança diferente do senador Wellington Fagundes."

Janaina afirma que o governador precisa antecipar uma decisão em razão do período da janela partidária, até 2 de abril. A emedebista externou sua vontade em não tomar essa decisão “em cima da hora”. Segundo Janaina, deixar a sigla em último momento “não seria justo com o MDB.”

Leia também: Bezerra vê saída de Janaina como “desagradável” e “articula” filiação de Max: “Ele é um armador”

“Estou aguardando essa decisão do governador, para ver se ela sai ainda no mês de março, se não sair, como nós temos um prazo, que é o prazo até dia 2 de abril, eu não posso ficar à mercê de uma decisão posterior a esse prazo. Tenho que tomar essa decisão de mudança do partido antes do dia 2.”

A deputada deve esperar se continua na sigla e "torcer" para que o governador venha optar por uma coligação Wellington Fagundes. “Se o governador optasse por uma coligação com o senador Wellington, o MDB automaticamente estaria nesse arco de aliança”

"Não gostaria de sair do partido porque minha base está toda no partido. Construí ali os meus apoios, prefeitos e vereadores. Então não é algo que pra mim seria tranquilo de ser feito, com certeza seria um trauma político para mim, porém como eu disse para o governador nós temos esse prazo de 2 de abril e ele acaba antecipando um pouco a necessidade das decisões", declarou.

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760