20 de Junho de 2024
20 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Brasil Quinta-feira, 06 de Janeiro de 2022, 15:23 - A | A

Quinta-feira, 06 de Janeiro de 2022, 15h:23 - A | A

variante do coronavírus

Goiás registra 1ª morte por ômicron no Brasil

Morte ocorreu na cidade Aparecida de Goiânia

Lucione Nazareth/VGN

Caudivino Antunes

VGN_morte_omicron

 

A Prefeitura de Aparecida de Goiânia, em Goiás, informou nesta quinta-feira (06.01) que foi registrado a morte de um idoso de 68 anos pela variante Ômicron da Covid-19. Essa é a 1ª morte pela nova cepa no Brasil.

Segundo o município, o homem estava vacinado com três doses e era portadora de doença pulmonar obstrutiva crônica e hipertensão arterial, e estava internado em unidade hospitalar.

“A confirmação do primeiro óbito ocorre exatamente dez dias após a declaração de transmissão comunitária na cidade. A detecção foi possível graças ao Programa Municipal de Sequenciamento Genômico que tem feito a análise de amostras positivas de RT-PCR coletadas no município para mapear a informação genética e identificar as variantes do SARS-CoV-2 (novo coronavírus) em circulação. Até o momento, 2.386 sequenciamentos já foram realizados na cidade, que já confirmou 55 casos de Ômicron. A prevalência da variante alcançou a casa dos 93,5%”, diz trecho da nota da Prefeitura.

Apesar do comunicado, a Secretaria Estadual de Saúde disse que não foi notificada sobre a morte, e que diante disso ainda não há registro de morte pela variante em Goiás. 

Leia Também - Vacinação contra nova cepa do H3N2 deve começar em março

Confira Nota da Prefeitura de Aparecida de Goiânia

Nesta quinta-feira, 6 de janeiro, a Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia comprovou o primeiro óbito pela variante ômicron por meio de sequenciamento genômico. O registro é o primeiro do Brasil. Trata-se de um homem de 68 anos, portador de doença pulmonar obstrutiva crônica e hipertensão arterial. Ele estava internado em unidade hospitalar. O paciente era contactante de um caso que a pasta já havia confirmado como infecção pela variante. O homem estava vacinado com três doses.

A confirmação do primeiro óbito ocorre exatamente dez dias após a declaração de transmissão comunitária na cidade. A detecção foi possível graças ao Programa Municipal de Sequenciamento Genômico que tem feito a análise de amostras positivas de RT-PCR coletadas no município para mapear a informação genética e identificar as variantes do SARS-CoV-2 (novo coronavírus) em circulação. Até o momento, 2.386 sequenciamentos já foram realizados na cidade, que já confirmou 55 casos de Ômicron. A prevalência da variante alcançou a casa dos 93,5%.

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

 

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760