17 de Julho de 2024
17 de Julho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Política Quarta-feira, 25 de Maio de 2022, 13:33 - A | A

Quarta-feira, 25 de Maio de 2022, 13h:33 - A | A

Sob protesto

Com decreto de teletrabalho, deputados mantêm veto à redução de carga horária para servidor com filho deficiente

A base governista destacou o decreto que estabelece regime de teletrabalho aos servidores do Estado que possuam filhos, cônjuges ou dependentes com deficiências

Adriana Assunção/VGN

Em uma sessão tensa com críticas ao "voto secreto" e chamados de “covardes” pelos servidores públicos estaduais, os deputados mantiveram o veto total do governador Mauro Mendes (União) ao projeto de Lei nº 335/2022, que dispõe sobre a Carreira dos Profissionais da Perícia Oficial e Identificação Técnica do Estado de Mato Grosso (Politec), que reduz a carga horária dos servidores que têm algum familiar com deficiência.

_“A Assembleia Legislativa aprovou essa proposta por unanimidade, todos os deputados votaram a favor da proposta que prevê redução da jornada de trabalho para 20 horas, para todos os servidores que têm algum familiar com deficiência ou doença grave. Infelizmente o insensível governador do Estado vetou”, pediu Ludio Cabral (PT), quando tentou conquistar votos favoráveis, para derrubada.

Entretanto, a base governista que manteve o veto por 12 votos não, destacou que o governador decretou o regime de teletrabalho aos servidores do Estado que possuam filhos, cônjuges ou dependentes com deficiências. Conforme o decreto, os servidores com filhos, cônjuges ou dependentes com deficiência poderão optar por cumprir a carga horária em teletrabalho de forma integral ou híbrida.

Leia mais: Governador decreta teletrabalho para servidores que têm filhos ou dependentes com deficiência

Apesar da medida, a deputada Janaina Riva (MDB) defendeu a necessidade da redução da jornada de trabalho e exaltou como necessária a bandeira do servidor “deixa eu cuidar do meu filho”. Na oportunidade, Janaina não demostrou confiança no decreto de teletrabalho, mas afirmou que espera que "funcione". Ela observou que se o Governo tivesse aplicado antes, a manifestação não aconteceria. “A redução de jornada ela é necessária para o pai e mãe que tem filho com deficiência”

 

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760