17 de Julho de 2024
17 de Julho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Política Sábado, 15 de Junho de 2024, 09:22 - A | A

Sábado, 15 de Junho de 2024, 09h:22 - A | A

Eleição 2024

“Posso confiar em você?” Veja quem são os nomes cotados para vice à Prefeitura de Cuiabá

A composição de vice mais disputada é o União Brasil

Adriana Assunção/VGN

Os partidos e federações que disputam o comando da Prefeitura de Cuiabá, nas eleições de outubro, deixaram para o período das convenções partidárias, entre 20 de julho e 5 de agosto, a definição de vice. 

O adiamento da escolha é baseado na importância da decisão. Escolher o candidato a vice não é tarefa fácil e não está livre de riscos futuros. 

Não faltam exemplos de rompimento entre titular e vice. Em Cuiabá, a relação entre Emanuel Pinheiro (MDB) e Niuan Ribeiro (Podemos) degringolou e acabou em rompimento. Sem renunciar ao mandato, Niuan continuou no cargo até a reeleição de Emanuel.

Se Niuan virou persona non grata para o grupo de Emanuel, o mesmo não pode ser dito de José Roberto Stopa (PV), que teve mais de uma oportunidade de dar uma "rasteira" no chefe - inclusive durante dois afastamentos por decisão judicial -, mas preferiu se manter firme e forte ao lado do prefeito. Em relação à Stopa, a gratidão de "Nenéu" é, no mínimo, eterna. 

Vice de Botelho

A composição de vice mais disputada é o União Brasil, considerando que a chapa encabeçada pelo do deputado Eduardo Botelho, pré-candidato à Prefeitura de Cuiabá, conta com cinco nomes para avaliação da cúpula partidária.

Indicado pelo PSB, Botelho tem como opção, o empresário do ramo de entretenimento Elson Ramos, proprietário dos bares Ditado Popular. O ex-vereador e ex-secretário-adjunto de Turismo do Governo, Felipe Wellaton (PRD) também surgiu como forte nome para compor a vice.

A especulação destes nomes gerou reação de aliados, revelando a pressão do Republicanos, que ameaçou retirar o apoio, caso o pré-candidato do União não escolhesse uma de suas indicações. O Republicanos traz os seguintes nomes: a vereadora de Cuiabá, Maysa Leão, o empresário Wenceslau Júnior, mais conhecido como Júnior da Verdão, e o diretor-geral do Hospital Santa Helena, em Cuiabá, Marcelo Sandrin.

Vice de Abílio

Menos preocupado com quem será seu vice está o deputado federal Abilio Brunini (PL). O parlamentar deve tentar uma chapa "puro-sangue", sem aliados de outro partido como vice, em sua segunda tentativa de chegar ao Palácio Alencastro. 

A ex-presidente do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso, médica-pediatra Lúcia Helena Barboza Sampaio (PL) é cotada para compor uma chapa “puro-sangue” com o pré-candidato do PL. 

Vice de Lúdio

O pré-candidato da Federação Brasil da Esperança [PT.PV e PCdoB], o deputado Lúdio Cabral (PT) definiu que a pré-candidatura a vice seria dos partidos fora da federação. Pelo PSD, são cotados os nomes da médica Natasha Slhessarenko (PSD) e da presidente do Conselho Regional de Enfermagem, Bruna Santiago.

A federação mantém diálogo com o PSB, com o PDT, com o Cidadania e com o REDE-Psol, sendo possível avaliar um nome indicado por estes partidos.

Também foi ventilado o nome do vice-prefeito de Cuiabá, José Roberto Stopa (PV) para compor novamente como vice do petista. Preterido na escolha da federação para encabeçar a chapa, Stopa deixou claro que não será vice de Lúdio. Na ocasião, afirmou que não há mágoas.

Embora tenha sido elogiado pelo petista por conhecer Cuiabá, o vice-prefeito também não teve seu nome confirmado para coordenar a campanha, como noticiado por alguns veículos de comunicação. Segundo o petista, a escolha do coordenador será feita após a formação do arco de alianças. 

Outro nomes

Já os pré-candidatos, Victório Galli, pré-candidato pela DC (Democracia Cristã), da Federação PSDB-Cidadania, Carlos Avallone e do Novo, Reginaldo Teixeira, não citaram nomes para não atrapalhar as articulações.

Nos bastidores, fala-se que a candidatura de Avalone pode acabar não seguindo em frente, uma vez que o PSDB, em Cuiabá, está alinhado com o prefeito Emanuel Pinheiro, podendo embarcar em uma possível candidatura do MDB. Ao mesmo tempo, Avalone também é aliado do governador Mauro Mendes (União), o que pode pavimentar o caminho para uma união com a candidatura de Eduardo Botelho. 

Leia também: Abilio Brunini diz que mulheres abortam para "curtir a vida"

 
 
 

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760