19 de Junho de 2024
19 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Política Quinta-feira, 23 de Junho de 2022, 09:25 - A | A

Quinta-feira, 23 de Junho de 2022, 09h:25 - A | A

107 médicos

Líder de prefeito na Câmara prevê caos por demissão forçada de médicos em Cuiabá

“Agora dia 30 de junho a Prefeitura será obrigada demitir 107 médicos", alertou o líder de prefeito, vereador de Cuiabá, Adevair Cabral

Adriana Assunção & Kleyton Agostinho/VGN

O vereador de Cuiabá, Adevair Cabral (PTB) comentou em entrevista à imprensa nessa terça-feira (21.06), sobre a determinação do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, para exonerar os servidores temporários da Secretaria Municipal de Saúde. O parlamentar é líder do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) na Casa de Leis.

“Agora, dia 30 de junho, a Prefeitura será obrigada pelo Ministério Público, pela Justiça, a demitir 107 médicos das Upas, Policlínicas e postos de saúde. Não tem médico e ainda terá que demitir 107 médicos. Dia 30 o caos vai tomar conta de Cuiabá”, reclamou o vereador.

Segundo Adevair, Emanuel está amarrado e impedido de fazer contratações emergenciais. Ele relatou que a equipe da SMS vem se reunindo com o desembargador Luiz Ferreira da Silva para demonstrar a realidade da pasta e tentar mobilizar o Poder Judiciário, para manter os profissionais nas unidades de saúde até que possa substituí-los pelos aprovados no processo seletivo.

Leia também: Botelho vê prostituição eleitoral e vibra por TSE “barrar” candidaturas avulsas ao Senado

“O prefeito está tentando resolver e parece que aqui na Câmara tem alguns vereadores, que quanto pior melhor. Só reclamam, fazem críticas e não buscam solução, vão atrás do MP, tentam um acordo com a Justiça. O prefeito já foi, a secretária já foi, estamos tentando. Fizemos o pedido que aceitem até o resultado final do processo seletivo, até sair o resultado, mas por enquanto não aceitaram”, declarou Cabral.

A demissão em massa foi determinada até que a Prefeitura cumpra a medida cautelar, regularizando a situação dos servidores temporários. A Prefeitura de Cuiabá é investigada por suposta contratação de servidores da saúde irregular e uso da Pasta como 'canhão político' no município.

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760