14 de Junho de 2024
14 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Política Terça-feira, 24 de Maio de 2022, 11:21 - A | A

Terça-feira, 24 de Maio de 2022, 11h:21 - A | A

NO SENAI PARA PRUDUTORES

Evasivo, Wellington não fala da visita de Simone Tebet e diz que desistência de Dória é coisa do PSDB

Pré-candidato à reeleição ao Senado, ele disse que o caso Dória é assunto para tucanos, diz que Bolsonaro terá votação recorde em MT e é elegante com adversários locais

Jorge Maciel/VGN

Senador e pré-candidato à reeleição pelo PL, Wellington Fagundes foi extremamente elegante e evasivo ao responder, na manhã desta terça-feira (24.05) ao questionamento sobre a desistência do então presidenciável João Dória (PSDB) da disputa sucessória nacional e quais efeitos que isso poderia trazer à candidatura de Jair Bolsonaro, candidato declarado à reeleição ao Planalto.

As declarações foram dadas durante a sua participação no evento “Tecnologias e Aplicações Espaciais no Agronegócio”, no auditório do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

_”Cada um que apresente seus projetos. Acho que a população deseja dar prosseguimento ao trabalho que o governo vem fazendo”, disse ele, reservado, e parecendo não querer entrar na polêmica.

_“A permanência ou não dele [Dória] na disputa é caso para o PSDB, mas não incide no desempenho do presidente como candidato, se assim for oficializado”, confidenciou ele a um empresário do setor. Wellington disse que sua preocupação é dar respostas sobre seu trabalho no Senado que ele chama de ‘municipalista’ e que "pesquisas nos mostram que estamos muito bem na caminhada, ainda como pré-candidato, e os números nos estimulam a seguir firme na luta”, afirmou.

Fagundes disse que a respeito do projeto de reeleição anunciado do presidente Bolsonaro, seu trabalho também consiste em que ele venha a ser o mais votado em Mato Grosso, proporcionalmente. “Todos os cenários mostram que ele terá votação significativa no nosso Estado”, declarou para os presentes ao vento.

Sobre adversários

Ele também falou, mas com poucas palavras, sobre a disputa com os dois principais adversários na corrida pelo Senado Federal. “Costumo dizer que cada qual faça seu trabalho, que apresente propostas e soluções. Eu não me importo com concorrentes, respeito-os, mas acredito que o julgamento é da população. Sobre isso estou muito tranquilo. Quem tiver boas propostas será aprovado nas urnas”, resumiu.

Fagundes não comentou a visita da colega Simone Tebet (MDB/MS), pré-candidata a presidente da República  a Cuiabá, nesta segunda-feira (23.05).

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760