18 de Julho de 2024
18 de Julho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Polícia Segunda-feira, 24 de Junho de 2024, 16:12 - A | A

Segunda-feira, 24 de Junho de 2024, 16h:12 - A | A

CONFLITO NO INTERIOR

Polícia identifica sargento do Exército e dois policiais militares acusados de invasão de terra em MT

Comando da PM disse que investigará conduta dos militares que foram presos

Lázaro Thor/VGN

A Polícia Judiciária Civil identificou a ação de três militares, entre eles dois da Polícia Militar de Mato Grosso, e um militar da reserva do Exército, acusado de tentativa de invasão na Fazenda JR, em Novo São Joaquim. O grupo, formado ao todo por três militares e dois civis, foi detido e preso no último domingo (23.06). 

Segundo a polícia, o suspeito civil, identificado com as iniciais D.R.S., disse que receberia R$ 5 mil pelo serviço e que o dinheiro daria para “pagar o café” dos militares. O serviço, segundo ele, seria levar um caseiro, também preso pela polícia, para ir morar na propriedade em litígio. Posteriormente, em depoimento, D.R.S. negou a acusação e afirmou ser “perseguido pela polícia”.

Junto com D.R.S. foi preso o militar da reserva, o sargento F.C.M., o sargento reformado da PM de Mato Grosso, identificado com as iniciais L.C.L; e outro sargento da ativa da PM, identificado com as iniciais R.J.S.

O grupo estava fortemente armado. Com o sargento L.C.L.; reformado por doença psíquica, uma pistola .380 carregada e municiada com 15 munições intactas e no bolso de sua camisa um carregador com mais 15 munições intactas do mesmo calibre.

Com o sargento do Exército foi encontrado uma pistola marca taurus G2C 9mm, número de três carregadores contendo 49 munições calibre 9mm ao todo, e com o suspeito da ativa da PM, de iniciais R.J.S., foi encontrada dentro de sua pochete uma pistola marca taurus G2C calibre 9mm três carregadores contendo 27 munições calibre 9mm.

Invasão de fazenda

De acordo com o registro da polícia de Barra do Garças, uma mulher que se apresentou como proprietária da fazenda procurou os militares na sexta-feira (21.06) para retirar o atual morador da propriedade do local, alegando ser a verdadeira dona. 

Os policia teriam informado que seria necessário entrar com ação de reintegração de posse para realizar a atividade de retirada de supostos invasores. A suposta proprietária procurou, então, a polícia de Novo São Joaquim, onde registrou o Boletim de Ocorrência sobre o caso. 

No domingo, por volta das 5 horas da manhã, os suspeitos invadiram a propriedade em uma caminhonete Toyota Hilux, renderam e ameaçaram os funcionários do local, além de confiscarem os aparelhos celulares deles. Informações inicias indicam que os criminosos tomaram à força metade da fazenda. 

Os celulares dos moradores foram devolvidos, mas a rede de internet e celular havia sido cortada, até que as vítimas conseguiram ajuda na vizinhança. 

Leia mais: Militares são presos por tentativa de invasão em fazenda no interior de MT

 
 
 
 
 

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760