22 de Junho de 2024
22 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Penal Quinta-feira, 06 de Junho de 2024, 15:22 - A | A

Quinta-feira, 06 de Junho de 2024, 15h:22 - A | A

Presídios de Cuiabá

Munições de grosso calibre são apreendidas com policial penal alvo do Gaeco; veja nomes

O policial penal é investigado por facilitar entrada de celular em presídio

Gislaine Morais/VGN

Munições de grosso calibre foram encontrados na residência do policial penal, Nelson Leite da Silva, 42 anos, durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão, na manhã desta quinta-feira (06.06), no Residencial Buritis, em Cuiabá. A ação da Força-tarefa dos órgãos de Segurança Pública do Estado faz parte da Operação Caixa de Pandora.

Foram 43 mandados de busca e apreensão em Cuiabá, Várzea Grande e Cáceres, contra policiais penais e advogados. De acordo com o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), o grupo é investigado por promover articulação para garantir a entrada de materiais ilícitos, tais como aparelhos celulares e assessórios nas unidades prisionais da Capital.

Leia matéria relacionada - Operação mira policiais penais e advogados por facilitarem entrada de celulares em presídios de MT

Na residência do policial Nelson Leite, os policiais encontraram no quarto do investigado, cinco munições de fuzil calibre 556, 40 munições de calibre 9mm, além de um carregador de pistola Imbel.40.

O suspeito foi conduzido à Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos Automotores de Cuiabá (DERFVA). Em interrogatório, Nelson alegou que ele comprou as munições de 9mm de um colega de trabalho do mesmo setor no sistema prisional, W.L.. Em relação às munições de fuzil, o policial disse ganhou do colega W. que possui um estande de tiro.

O investigado ressaltou que possui cautela de arma de fogo do Estado de Mato Grosso, Glock 9mm, sendo que apresentou o devido documento no momento das buscas em sua residência. Nelson relatou que sobre o carregador de Pistola.40 apreendido, possuia cautela do Estado de uma arma de fogo da Marca Imbel, cal.40, e que fez a devolução da arma, contudo esqueceu de entregar o carregador.

No decorrer dos cumprimentos outros policiais penais foram citados, entre eles Luiz Otávio Natalino, vulgo “Otaviano”, investigado na operação Ragnatela, deflagrada nessa quarta-feira (05). Confira lista de investigados: Reginaldo Alves dos Santos, vulgo “Peixe”, Revétrio Francisco da Costa, Altamira Martins Brandão, Ronaldo Reis Gomes da Silva (Assistente Penitenciário), Ronaldo do Carmo Reis, Jorge da Silva Moraes, Márcio Malan Soares Ferreira, Eudes Rodrigo Gonçalves, Paulo Sérgio Coelho, Matheus Henrique Pereira Noronha de Oliveira, Elton do Nascimento Lima, Sérgio Luiz de Deus Carvalho, Marluce Cristina Pereira da Silva e Fernanda Arruda Pinheiro.

 
 
 

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760