19 de Junho de 2024
19 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

VGNJUR Sexta-feira, 23 de Setembro de 2022, 10:09 - A | A

Sexta-feira, 23 de Setembro de 2022, 10h:09 - A | A

SEM ELEMENTOS

PGR pede que STF arquive pedido de investigação contra Bolsonaro por suposta interferência na Petrobras

Procuradora afirmou não existir indício que indique suposta interferência de Bolsonaro na Petrobras

Lucione Nazareth/VGN

A vice-procuradora-geral da República (PGR), Lindôra Maria Araújo, pediu o arquivamento de pedido de investigação junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar o presidente Jair Bolsonaro (PL) por suposta interferência na Petrobras.

O pedido de investigação foi protocolado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) com base em reportagem do Portal Metrópoles. Na matéria consta que o ex-presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, afirmou ter mensagens que incriminam Bolsonaro.

“No meu celular corporativo tinha mensagens e áudios que poderiam incriminá-lo. Fiz questão de devolver intacto para a Petrobras”, disse Castello Branco, sem entrar em detalhes sobre quais crimes o presidente teria cometido e estariam registrados no aparelho.

Randolfe apontou que a “tentativa imperiosa de Jair Bolsonaro de interferir na Petrobras em detrimento da boa tutela do interesse e do patrimônio públicos, com nítido propósito meramente eleitoral e desvirtuado da dinâmica constitucional, é evidente”.

Segundo o parlamentar, os possíveis crimes cometidos pelo presidente são de prevaricação, corrupção passiva ou peculato, condescendência criminosa, violação de sigilo funcional; e que diante da gravidade dos fatos, “é manifesta a necessidade da Procuradoria-Geral da República e o Supremo Tribunal Federal se envolverem no caso, para a correta persecução criminal porventura cabível”.

Leia Mais - Senador aciona STF para apurar suposta interferência de Bolsonaro na Petrobras

Em seu parecer Lindôra Maria, afirmou não existir indício que indique a suposta interferência de Bolsonaro na Petrobras. “Não há mínimo elemento a sustentar a existência de ilícito penal e, consequentemente, a viabilizar a tramitação da presente Petição, razão pela qual o Ministério Público Federal requer a juntada aos autos da ata de audiência, dos vídeos com as oitivas e das respectivas degravações; o arquivamento da petição por absoluta falta de justa causa para a instauração de investigação criminal”, diz trecho do parecer.  

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

Comente esta notícia

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760