15 de Junho de 2024
15 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Cidades Domingo, 27 de Novembro de 2022, 08:10 - A | A

Domingo, 27 de Novembro de 2022, 08h:10 - A | A

Em fase de estudo

Seduc-MT estuda transformar Adalgisa de Barros em militar; comunidade escolar será ouvida

"Se a comunidade escolar e estudantil não aprovar, a mudança não acontece", diz Seduc-MT

Adriana Assunção/VGN

A Secretaria de Educação de Mato Grosso (Seduc-MT) estuda transformar a escola estadual Professora Adalgisa de Barros, em Várzea Grande, em uma nova unidade com gestão militar. A primeira escola transformada em militar - com gestão compartilhada - foi a Escola Estadual Militar Tiradentes Tenente Coronel Louirson Rodrigues Benevides, no Jardim Glória (antigo Nadir de Oliveira).

A possibilidade de transformar a unidade estadual e militar foi discutida pelos vereadores da Câmara de Várzea Grande. Segundo os vereadores, a Casa de Leis foi somente comunicada sobre o estudo da Seduc-MT, bem como, foram sugeridas mais discussão com a comunidade escolar e até escolha outra unidade, considerando que à escola Adalgisa possui melhores Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

“O mínimo que eles deveriam fazer, era ouvir a comunidade escolar, os pais, os alunos, os professores. Tantos outros lugares que poderiam receber esse projeto da Escola Militar em Várzea Grande. A Escola Dunga Rodrigues, por exemplo, há muitos problemas, o Júlio Muller também, tantos outros com problemas estruturais ou com falta de alunos”, disse o presidente da Câmara e deputado eleito, Fábio José Tardin – Fabinho (PSB).

Ao , a Seduc-MT confirmou a existência do estudo para que a escola estadual Adalgisa de Barros tenha gestão compartilhada ou com a Polícia Militar, ou com o Corpo de Bombeiros. Porém, assim como informada pelos parlamentares, não depende da Câmara Municipal, mas do Governo do Estado, por meio da Seduc-MT, e da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação.

Ainda segundo a Seduc-MT, para que isso aconteça, há todo um processo de estudo técnico, consulta popular e audiência com a comunidade escolar e estudantil, além do Conselho Deliberativo da Comunidade Escolar.

“Por enquanto, está na fase de estudo e discussão. Se a comunidade escolar e estudantil não aprovar, a mudança não acontece. Todo o processo tem como base a Lei 11.273/2020, do deputado estadual Silvio Favero (falecido)”, informou Seduc-MT.

Leia também: Estudante corta colega com estilete em briga na frente de escola em MT

O conversou com o coordenador das escolas militares na Secretaria de Educação, coronel André Avelino Figueiredo, que destacou sobre um ano de funcionamento da Escola Estadual Militar Tiradentes no Jardim Gloria. Segundo ele, uma das principais mudanças, foram os impactos positivos relatados pela comunidade escolar.

“Temos um ano. Pelo levantamento que temos com relação à procura e número de alunos, praticamente dobraram. Na época da escola Nadir de Oliveira tinha 580 anos e hoje a escola está com mais de 1100 alunos. Nesse processo de transformação, tivemos poucas dificuldades, a adesão – podemos falar que 98% dos alunos permaneceram na escola dentro da gestão compartilhada -. Tivemos poucos problemas dificuldades com a aceitabilidade da comunidade escolar e também dos docentes”, disse André Avelino Figueiredo.

Ele conta que o processo de transformação envolveu uma rejeição total de alguns alunos que não esperaram para conhecer o modelo, assim como tiveram outros que não se adaptaram no decorrer do processo e pediram para mudar de escola. “Mas posso deixar bem claro que de maneira geral foram poucos casos pelo diagnóstico que temos”, disse André Avelino.

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760