22 de Junho de 2024
22 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Cidades Segunda-feira, 20 de Maio de 2024, 16:52 - A | A

Segunda-feira, 20 de Maio de 2024, 16h:52 - A | A

em assembleia

Professores de MT prometem manifestações durante férias escolares para pressionar Governo

Professores irão fazer um acampamento para cobrar de governador que negocie com a categoria

Lucione Nazareth/VGN

Os profissionais da educação aprovaram nesta segunda-feira (20.05) um calendário de manifestações como forma de pressionar o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (União), a abrir diálogo com a categoria e negociar a pauta de reivindicação. Entre as ações previstas, consta acampamento nas proximidades da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) em julho, durante o período de férias escolares.

Em Assembleia na manhã de hoje, segundo o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), os profissionais chegaram a um entendimento de que ainda é preciso construir um consenso sobre a questão da paralisação das atividades em toda a rede estadual, e por isso agendaram uma nova Assembleia para 12 de agosto - retorno das aulas após férias no mês de julho.

Como forma de pressionar o Governo, a categoria aprovou um ato de protesto no período das férias escolares. Conforme o Sindicato, entre os dias 15 a 19 julho os profissionais da educação irão fazer um acampamento no Centro Político Administrativo. Apesar do local ainda não ter sido definido, a expectativa é que o ato ocorra nas proximidades da sede da Seduc-MT.

Lembrando que os profissionais da educação reivindicam repasse de 9,16% sobre os salários dos educadores, mais a inflação do período, entre 2023 até 2026. Segundo a categoria, o objetivo é recuperar o poder de compra dos trabalhadores da educação e equiparar os salários às demais categorias de mesmo nível de formação, do executivo estadual.

Eles ainda reivindicam o fim do confisco de 14% de aposentados e pensionistas, e a realização de novo concurso na Educação.

Leia Também - Investigado por fraude, prefeito alega que juiz invadiu competência e pede anulação de provas

 
 

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760