22 de Junho de 2024
22 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Cidades Sábado, 25 de Maio de 2024, 12:56 - A | A

Sábado, 25 de Maio de 2024, 12h:56 - A | A

VEJA VÍDEO

Duplicação da Rodovia dos Imigrantes, bandeira levantada pelo VGNOTÍCIAS

Governo e Nova Rota do Oeste ainda desconhecem os valores das desapropriações em VG

Edina Araújo/VGN

A assinatura da ordem de serviço para o início da duplicação da Rodovia dos Imigrantes (BR-070), anunciada nessa sexta-feira (24.05), chamou a atenção do VGNOTÍCIAS, primeiramente por contrariar o que havia sido afirmado categoricamente em maio de 2023, pelo presidente do Conselho Fiscal da Nova Rota do Oeste, Cidinho Santos. Na ocasião, Cidinho descartou a duplicação, alegando como principal empecilho o alto custo das desapropriações. No entanto, a partir desta declaração, um movimento significativo foi desencadeado graças à mobilização promovida pelo portal VGNOTÍCIAS.

Leia matéria relacionadaDireto de Brasília: Vereadores de VG vão a Brasília cobrar duplicação da Imigrantes

O veículo, reconhecido por sua atuação em defesa dos interesses da sociedade de Várzea Grande, buscou imediatamente apoio de figuras políticas e autoridades para mudar o cenário. O presidente da Câmara, vereador Pedro Paulo Tolares, os vereadores Gisa Barros, Rosy Prado e Vitamina, o secretário de Governo de Várzea Grande, Ismael Alves, o então vereador de Cuiabá, Luis Cláudio, os deputados estaduais Fabio Tardin e Júlio Campos, o senador Jayme Campos e o deputado federal Emanuel Pinheiro Neto foram prontamente acionados. Em resposta à mobilização, Emanuelzinho agendou uma audiência crucial com o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Rafael Vitale Rodrigues, em Brasília.

A reunião contou com a presença de uma comitiva importante: além dos vereadores, os deputados estaduais Júlio e Fabinho, o senador Jayme Campos, o deputado federal Coronel Assis, o presidente da OAB de Várzea Grande, Rodrigo Araújo, o secretário de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico de Cuiabá, Francisco Vuolo, e a diretora do VGNOTÍCIAS, Edina Araújo. Até então, não havia manifestações significativas sobre a duplicação da rodovia, e ninguém sabia sobre o projeto.

A iniciativa do portal foi o verdadeiro catalisador para o crescimento deste movimento. Durante uma das discussões, o deputado Fabinho afirmou que os empresários da região da Imigrantes eram contrários à duplicação da rodovia. Esta afirmação foi prontamente contestada pelo VGNOTÍCIAS, que continuou a desempenhar seu papel com credibilidade e responsabilidade.

O portal VGNOTÍCIAS, apesar de enfrentar inúmeras perseguições e tentativas de enfraquecimento por parte do governo de Mato Grosso, manteve sua postura firme em defesa dos interesses de Várzea Grande. A bandeira levantada para a duplicação da Rodovia dos Imigrantes não apenas trouxe à tona a importância deste projeto, mas também uniu diversas lideranças políticas e sociais em prol de uma causa comum.

Assim, a mobilização iniciada pelo veículo não só deu voz às demandas da comunidade, mas também pressionou as autoridades competentes a reconsiderarem suas decisões, evidenciando o poder da mídia em promover mudanças significativas e positivas para a sociedade.

O diretor-presidente da Nova Rota do Oeste, Luciano Uchoa, em entrevista à imprensa, no evento de anúncio da obra, reconheceu que o projeto que contempla o Lote 2, do km 512,2 ao km 524, no Trevo do Lagarto, em Várzea Grande, demandou mais tempo de discussão.

Apesar de a cerimônia de assinatura realizada pelo governo ter sido em Várzea Grande, as obras começarão por Cuiabá. Outro ponto que chama bastante atenção é que, conforme o presidente da Nova Rota do Oeste, a concessionária ainda não sabe os valores das desapropriações. Uchoa revelou que uma empresa especializada foi contratada para fazer o levantamento das desapropriações, e que, posteriormente, os valores deverão ser aprovados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). A obra começará sem que os proprietários saibam quanto irão receber por suas áreas e sem que a população saiba exatamente quanto irá pagar por mais um projeto confuso e lento para Várzea Grande.

Esses e outros questionamentos precisam ser feitos pelas autoridades de Várzea Grande, que devem acompanhar o desenrolar das próximas ações para que este projeto seja realmente concretizado, respeitando a população várzea-grandense e todos os mato-grossenses que dependem desta rodovia tão importante.

O que a população espera é que os gestores políticos não apareçam apenas para aplaudir o governo de Mato Grosso sem conhecer os detalhes do projeto, porque depois de feito, para refazer, será necessário gastar mais milhões, que certamente sairão do bolso dos contribuintes mato-grossenses.

Várzea Grande já experimentou no passado, com o tão sonhado VLT, o estrago que uma obra sem planejamento e sem ações claras podem causar aos empresários e a população várzea-grandense!

Leia matéria relacionadaObras de duplicação da Rodovia dos Imigrantes são iniciadas; empresa avalia desapropriações em VG

 

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760