20 de Julho de 2024
20 de Julho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Artigos Quarta-feira, 05 de Abril de 2023, 16:24 - A | A

Quarta-feira, 05 de Abril de 2023, 16h:24 - A | A

Dra. Cibele Castro*

A fisioterapia pélvica e a endometriose

A endometriose é uma condição que afeta milhões de mulheres em todo o mundo. Trata-se do crescimento de tecido endometrial fora do útero, o que pode causar dor, infertilidade e outros sintomas debilitantes. Embora existam muitas opções de tratamento disponíveis, a fisioterapia pélvica emergiu como uma técnica eficaz para aliviar a dor e melhorar a qualidade de vida das mulheres com endometriose.

É uma especialidade que se concentra no tratamento de distúrbios relacionados ao assoalho pélvico. Esta área do corpo é composta por músculos e tecidos que suportam a bexiga, o útero e o intestino. Quando os músculos do assoalho pélvico se tornam fracos ou tensos, podem ocorrer sintomas como dor durante a relação sexual, incontinência urinária ou fecal, dor pélvica crônica e posturas antálgicas.

Na endometriose, a dor pélvica é um sintoma comum e muitas vezes debilitante. A fisioterapia pélvica pode ajudar a reduzir a dor ao trabalhar para relaxar os músculos tensos do assoalho pélvico. Isso pode ser feito através de técnicas como exercícios de relaxamento muscular, terapia manual e biofeedback.

Além de aliviar a dor, a fisioterapia pélvica também pode ajudar a melhorar a função gastrointestinal e urinária, reduzir a inflamação e promover a cura dos tecidos afetados pela endometriose. Isso pode levar a uma melhora significativa na qualidade de vida das mulheres com endometriose.

É importante ressaltar que a fisioterapia pélvica não é uma cura para a endometriose, mas pode ser um complemento valioso para outros tratamentos. É sempre importante consultar um médico para determinar o melhor curso de tratamento para cada caso individual.

Com o tratamento adequado e o apoio de uma equipe médica especializada, é possível gerenciar os sintomas desta condição debilitante e melhorar a saúde e o bem-estar das pacientes.

Dra. Cibele Castro é fisioterapeuta pélvica e integra a equipe do Instituto Eladium*

Brasil unido pelo Rio Grande do Sul

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

 Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760