21 de Julho de 2024
21 de Julho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

VGNJUR Quarta-feira, 10 de Julho de 2024, 11:13 - A | A

Quarta-feira, 10 de Julho de 2024, 11h:13 - A | A

RECURSO CONTRA COBRANÇA

Primeira-dama recorre para não pagar cerca de meio milhão para "médico dos famosos"

Médico David Uip cobra R$ 479 mil pelo tratamento da mãe da primeira-dama

Da Redação/VGN

A primeira-dama de Mato Grosso, Virgínia Mendes, protocolou um recurso contra a sentença da Justiça de São Paulo que a condenou a pagar mais de R$ 479 mil em honorários médicos ao infectologista David Uip, que atende no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. As informações são do site Isto É Notícias e foram confirmadas pelo

A dívida, segundo o processo, refere-se ao tratamento de covid-19 da mãe da primeira-dama, Euridice Gomes, que faleceu em um hospital de Cuiabá em 2021.

Entre as alegações apresentadas nos embargos pelo escritório “Silva Cruz Santullo”, a primeira-dama alega que o processo deveria ser apreciado pela Justiça de Mato Grosso e não pela Justiça de São Paulo em reazão do domicílio de Euridice.

Ela também alegou que houve juntada extemporânea de documentos pela defesa de David Uip que comprovaram que os serviços médicos.

Virgínia Mendes alegou que, analisando as ações judiciais movidas pela equipe do médico, “é possível perceber o mesmo padrão de comportamento pela equipe, ou seja,os serviços são prestados ao paciente sem que esse seja informado acerca depossíveis custos extras, haja vista que o Doutor David Everson Uip fez parte docorpo clínico do hospital Sírio Libanês por mais de 40 anos, segue comprovação”.

A primeira-dama juntou um print que mostra que David Uip já atuou como diretor do centro de infectologia do Hospital Sírio Libanês.

“Ora, o paciente não pode presumir que um profissional integrantedo corpo clínico do hospital cobraria valores extras para prestar seu atendimento, considerando que o valor pago ao próprio nosocômio já é altamente expressivo”, argumetaram os advogados de Virgínia.

Em decisão anterior, a Justiça de São Paulo entendeu que os serviços médicos foram prestados pela equipe de David Uip e que os valores não foram pagos.

Leia mais: Ex-prefeito sugere tomar casas de quem reclamar da primeira-dama: "ingratos"

 
 
 

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

Comente esta notícia

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760