17 de Julho de 2024
17 de Julho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

VGNE Terça-feira, 09 de Julho de 2024, 09:11 - A | A

Terça-feira, 09 de Julho de 2024, 09h:11 - A | A

VEJA VÍDEO

Repórter é surpreendido por criminoso, reage, derruba ciclista e recupera celular

No vídeo, é possível ver o momento em que o criminoso se aproxima do repórter, puxa o celular e tenta fugir

João Victor/VGN

O repórter Douglas Santucci, 35 anos, da Band, foi vítima de uma tentativa de roubo na tarde da última sexta-feira (05.07) em Curitiba, Paraná. O incidente ocorreu quando um homem em uma bicicleta tentou subtrair o celular do jornalista. Santucci reagiu imediatamente, perseguindo o assaltante, alcançando-o e derrubando-o. A ação foi capturada por câmeras de segurança. 

Nas imagens compartilhadas por Santucci nas redes sociais, é possível ver o momento em que o criminoso se aproxima do repórter, puxa o celular e tenta fugir. Porém, Santucci reage, corre atrás do ciclista, dá um chute no pneu da bicicleta, fazendo-o se desequilibrar e cair. Ele recupera o celular, discute com o meliante e sai.

"Quase levaram meu celular, foi por pouco. Consegui recuperar o aparelho. O ladrão fugiu. Não recomendo que reajam, na hora avaliei a situação e deu certo," escreveu o repórter na legenda do vídeo.

Em entrevista a UOL, Santucci contou que registrou um boletim de ocorrência eletrônico. "Isso é importante para pelo menos a polícia saber onde aconteceu, foi próximo a um batalhão da polícia," explicou o repórter.

O jornalista também refletiu sobre a situação, destacando que, embora não seja ideal reagir a um assalto, ele se sentiu seguro ao avaliar que o assaltante não parecia ser um "ladrão profissional". "Na hora, é instintivo, não é ideal reagir nunca, mas a gente dá uma analisada na situação, do próprio porte da pessoa, achei que ele não apresentava tanto risco," comentou.

Santucci explicou durante a entrevista, que mantém uma rotina regular de exercícios físicos, incluindo ciclismo e corrida, acredita que sua boa forma física o ajudou a reagir rapidamente ao incidente. No entanto, ele também mencionou a necessidade de repensar a segurança de seu celular, que estava desbloqueado no momento do roubo. "Estou com a corrida em dia. Mas o que mais faço é bicicleta e corrida, com frequência e participo de provas de triátlon. Fiquei preocupado porque o celular estava desbloqueado ainda, uso para dar aula e tinha um timer de dois minutos. Agora, vou mudar, não tinha pensando ainda na possibilidade de um roubo assim," concluiu o repórter.

 Leia também - Com síndrome rara, filho do cantor Zé Vaqueiro morre aos 11 meses

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760