13 de Julho de 2024
13 de Julho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Política Quarta-feira, 16 de Março de 2022, 13:58 - A | A

Quarta-feira, 16 de Março de 2022, 13h:58 - A | A

Efeito da guerra

Presidente da Aprosoja Brasil culpa bloqueios da Otan por aumento de combustíveis e fertilizantes

Para Galvan, se o produtor usar os 50% do fertilizante isso poderá não afetar a próxima safra, mas isso ainda depende do clima

Adriana Assunção & Kleyton Agostinho/VGN

O presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil), produtor rural Antônio Galvan, em entrevista à imprensa nessa terça-feira (15.03) culpou bloqueio da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) pela alta nos preços dos fertilizantes e no custo dos combustíveis.

Galvan inicialmente opinou sobre a crise de fertilizante, em razão da guerra entre a Rússia e a Ucrânia. Na qual, apontou um “receio” dos agricultores com a próxima safra da soja. Ele avaliou que o impacto não será maior porque o Brasil já vinha com uma política de redução do uso de fertilizantes. Contudo, apontou que a alta dos preços irá elevar o custo dos alimentos, em razão do Brasil ser um grande importador do fertilizante da Rússia.

“O que começa a preocupar e dar um pouco de receio é quanto a próxima safra de soja que se aproxima, porque você já tem a outra, preparo de solo, coisa neste sentido, então, como nós já tínhamos uma campanha na redução do uso de fertilizantes no solo, aproveitar aquela poupança acumulada, principalmente do potássio e do fósforo, se o produtor usasse já 50% do fertilizante, devido aos altos preços que já operou no ano passado, temos fertilizantes aí que chegou a subir até 300% em dólar, por isso que a comida encareceu e nós entramos com essa campanha”, explicou.

Leia mais: Primeira-dama de Rondonópolis aceita embate eleitoral: “Se for colocado meu nome estou pronta”

Para Galvan, se o produtor usar os 50% do fertilizante isso poderá não afetar a próxima safra, mas isso ainda depende do clima. “Como nós somos dependentes entre a Rússia e a Bielorrússia que 40% do potássio produzido no mundo, se nós utilizarmos 50% do fertilizante, que usa normalmente isso não vai afetar nem a próxima safra de soja, basta que o clima nos ajude e utilizando apenas 50% do fertilizante que é hábito do produtor usarem.”

Já sobre a alta dos combustíveis, Galvan apontou como culpada os países que estão fazendo bloqueios e defende que a Organização das Nações Unidas (ONU) precisa baixar uma resolução para que nenhum país do mundo em conflito venha interferir na produção de alimentos.

“Não é o conflito em si que está proporcionando estes aumentos e sim o boicote promovido hoje por alguns países que fazem parte da Otan por não deixar sair estes fertilizantes por esse bloqueio, principalmente na Bielorrússia. Então, se tem alguém culpado com o aumento do próprio Petróleo no mundo, chama estes países os quais estão fazendo este bloqueio, não é o conflito em si que está causando isso e sim esse bloqueio”, reclamou.

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760