15 de Junho de 2024
15 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Política Domingo, 11 de Dezembro de 2022, 15:48 - A | A

Domingo, 11 de Dezembro de 2022, 15h:48 - A | A

Lembrou do Nadir

Coronel Assis tranquiliza sobre transformação da Adalgisa em militar; mesma escola com regras diferentes

Para o coronel Assis não há diferença entre as escolas tradicionais, como é o caso da Adalgisa de Barros, com as transformadas em militar pela Seduc-MT

Adriana Assunção & Kleyton Agostinho/VGN

O deputado federal eleito, coronel Jonildo José De Assis (União) manifestou apoio a proposta da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) em transformar escolas estaduais em militares, porém, especialmente sobre a escola estadual Adalgisa de Barros destacou que a decisão é da comunidade escolar.

Para o coronel Assis, como é conhecido, não há diferença entre as escolas tradicionais, como é o caso da Adalgisa de Barros, com as transformadas em militar pela Seduc-MT.

"Independente do que nós queremos, na verdade existe todo um protocolo a ser seguido, para transformação de uma escola estadual em uma escola estadual militar. Que na verdade é a mesma escola estadual, mas que tem um regramento diferenciado. E quem decide é a sociedade”, opinou o ex-comandante Geral da Polícia Militar.

Leia mais: Professores e alunos protestam contra militarização e reserva de vagas a filhos de militares em escola de VG

Assis apontou como exemplo, a resistência inicial em transformar a antiga escola Nadir de Oliveira, atual Escola Estadual Militar Tiradentes Tenente Coronel Louirson Rodrigues Benevides, situada no bairro Jardim Glória, em Várzea Grande.

“No dia da votação ganhamos com vantagem e no Adalgisa quem deve decidir será a comunidade escolar. Eu sou inteiramente a favor, em razão da experiência vivida na escola do Jardim Glória, que é o bairro onde cresci, escola que eu estudei inclusive, na época do primário. E os resultados lá são fantásticos, o nível de transformação social que o entorno sofreu foi uma coisa fora do normal. Eu posso testificar porque é o bairro de minha mãe”, avaliou o deputado eleito.

Leia mais: Porto classifica como exagero manifestação contra militarização da Adalgisa de Barros

Adalgisa de Barros - A militarização da unidade é alvo de polêmica após os estudantes e professores realizarem diversas manifestações. Uma audiência pública para decidir o futuro da unidade acabou sendo adiada por tumulto e diversas reclamações, entre eles, os alunos de 16 anos alegam que não tiveram direito ao voto. Segundo a Seduc, uma nova data será marcada.

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760