17 de Junho de 2024
17 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Política Terça-feira, 01 de Novembro de 2022, 15:10 - A | A

Terça-feira, 01 de Novembro de 2022, 15h:10 - A | A

Brasil

Bezerra rejeita golpe, exalta Lula por apoio internacional e enxerga Democracia enraizada

Bezerra criticou os protestos contra o resultado das eleições e garantiu que no Brasil não terá a volta da Ditadura

Adriana Assunção & Kleyton Agostinho/VGN

O deputado federal Carlos Bezerra (MDB) avaliou como positiva a eleição que consagrou Luiz Inácio Lula da Silva (PT), presidente da República, eleito para a próxima gestão. Segundo Bezerra, com a eleição de Lula, o país vai melhorar na área social, econômica e na área internacional.

“A situação do país vai melhorar na área social e econômica, na área internacional, na qual o Brasil está isolado, Lula tem muito conceito, o EUA quer uma aproximação maior. O Governo da China anunciou – e raramente ele faz isso -, que quer um entendimento a longo prazo com o Brasil, a China mantinha um pé atrás com o Brasil. Isso é ótimo, porque as grandes potências do mundo querem fazer um entendimento com o Brasil”, destacou Bezerra.

Bezerra também ressaltou que a vitória de Lula reaproximou a Noruega, que anuncia desbloqueio de verbas do Fundo Amazônia a partir de 2023. Segundo o país europeu, há cerca de 2,52 bilhões para ser usados em ações de preservação de floresta.

“Agora, vai destrancar a questão do Fundo da Amazônia, que Bolsonaro trancou, a Noruega e a Alemanha com certeza agora vão abrir para o novo Governo aplicar. Então, eu acho que de modo geral, tanto da política interna, quanto na questão econômica, como na questão social, o Brasil vai melhorar muito. Agora, o Brasil segue para outro caminho: da Democracia e da liberdade”, disse o deputado.

Leia mais: Bustamante fala sobre ação da SESP para desbloquear rodovias de MT

O emedebista criticou os protestos contra o resultado das eleições e garantiu que no Brasil não terá a volta da Ditadura. Bezerra, que já foi torturado pelo Regime Militar, afirmou que a Democracia está enraizada no Brasil.

sofri na carne, na pele a questão da Ditadura

“Agora mesmo estamos vendo uma manifestação nas rodovias pedindo a intervenção militar no Brasil, a Ditadura não vai acontecer nunca mais neste país. As instituições democráticas estão tão enraizadas, tão forte, que ninguém vai conseguir mais implantar uma Ditadura no Brasil e até porque tivemos uma experiência muito amarga com isso, eu mesmo sofri na carne, na pele a questão da Ditadura”, disse o deputado.

Sob comando de Bolsonaro, Bezerra observou que o país “descambou na questão social” e deixou milhões passando fome. Contudo, ao destacar a visão social de Lula, acredita que o presidente eleito vai cessar as constantes ameaças à Democracia – presente neste Governo -, irá investir em construção de habitações destinadas às famílias carentes, assim como irá proporcionar um reajuste real ao salário mínimo.

“O salário mínimo está há quatro anos sem reajuste real, no Governo dele, Lula aumentou o salário mínimo em quase 70%, todo ano ele dava uma parte do PIB, dava a inflação e o PIB, que era um aumento real para o salário mínimo. Agora, a pobreza aumentou violentamente no Brasil e havia uma ameaça à Democracia constante”, disse Bezerra.

Ele não tem condições de falar para o eleitorado dele, que aceitou a derrota, que aceitou a vitória de Lula, porque vai ficar mal com eleitorado radical dele

Questionado sobre o silêncio de Bolsonaro, Bezerra debochou: “Ele não tem condições de falar para o eleitorado dele, que aceitou a derrota, que aceitou a vitória de Lula, porque vai ficar mal com eleitorado radical dele, mas mostra que não tem perfeição democrática. É normal em qualquer lugar o derrotado ligar para o vencedor e anunciar o apoio. Infelizmente ele não fez isso, devia ter feito.”

Sobre o apoio do MDB ao Governo Lula, Bezerra destacou que isso é “lógico”. Ele destacou que a senadora Simone Tebet (MDB) derrotada no primeiro-turno das eleições presidenciais, foi para “linha de frente” da campanha de Lula no segundo turno.

“Uma parte do MDB já apoiava Lula, inclusive a nossa candidata que teve quase 5% dos votos foi para linha de frente da campanha. O MDB saiu muito fortalecido nessa campanha, vai ocupar um espaço muito grande no Governo Lula, vai poder ajudar a governabilidade do Brasil”, disse o deputado.

Em relação ao Estado de Mato Grosso, Carlos Bezerra afirmou, ainda, que as políticas públicas do petista vêm ao encontro do governador Mauro Mendes (União). Neste caso, o deputado cita o anúncio de Lula pela retomada do Programa Federal Minha Casa, Minha Vida. “O governador Mauro Mendes já anunciou 40 mil casas para Mato Grosso. É muito pouco! Agora ele pode dobrar, triplicar essas 40 mil casas no próximo mandato dele, porque terá um aporte do Governo Federal aqui para fazer casa a vontade. Os programas sociais do Governo Lula chegarão aqui para ajudar os mais necessitados.”

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760