18 de Julho de 2024
18 de Julho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Cidades Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 16:51 - A | A

Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 16h:51 - A | A

em assembleia

Greve: professores da UFMT rejeitam proposta de reajuste de Lula; saiba mais

Decisão ocorreu em assembleia de docentes da UFMT nesta sexta (21)

Lucione Nazareth/VGN

Professores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) rejeitaram, nesta sexta-feira (21.06), a proposta de reajuste salarial apresentada pelo Governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), por meio do Ministério da Gestão. A decisão, tomada em assembleia da Associação dos Docentes da UFMT, considerou "insuficiente" a ideia do governo em reajuste linear de 12,5% nos próximos dois anos.  

Na assembleia, Aldi Nestor de Souza, membro do Comando Local de Greve, afirmou que a negociação com o Governo Lula, de fato, iniciou na reunião do dia 14 deste mês, e que desta forma “não faz sentido nenhum pensar em finalizar a greve”.  

Outros membros da categoria também chegaram ao entendimento que a negociação avançou, e que seria lamentável para a categoria sair da greve neste momento.  

“O Orçamento do PAC anunciado pelo Governo não será para todas universidades, somente para aquelas que solicitarem e tiverem seus pedidos deferidos. O PAC é enganoso, feito para empreiteiras construírem prédios nas universidades, não para a gente comprar material e tudo o que a gente precisa para as aulas. Esse PAC vai promover o aumento das Parcerias Público-provadas e verba parlamentar dentro das instituições, e isso influenciará também na autonomia das pesquisas”, alertou a professora Vanessa Furtado.  

No ato, a categoria aprovou ainda que, se houver aprovação de saída da greve nacional, que seja condicionada à manutenção dos espaços de discussão relacionados à pauta, instalação de mesa permanente de negociação com o Governo e assinatura de termo de compromisso visando a discussão a partir da pauta original do Sindicato Nacional dos Docentes do Ensino Superior (Andes-SN). Também houve encaminhamento para cobrar do Governo a mudança da lei para que os aposentados recebam auxílio alimentação.  

Em âmbito local, foram encaminhadas a realização de atos em outros espaços da universidade, como Reitoria, saguões e auditórios, além de aulas públicas nos campi do interior.

Leia Também - Lula afirma que proposta de reajuste aos professores em greve é “irrecusável”; ministro critica movimento

 

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760