17 de Junho de 2024
17 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Brasil Sexta-feira, 14 de Janeiro de 2022, 14:08 - A | A

Sexta-feira, 14 de Janeiro de 2022, 14h:08 - A | A

10 milhões de cadernetas

Após denúncia de venda de cartão da vacina em VG, Governo decide distribuir nova caderneta para todos país

Governo afirmou que as novas cadernetas serão distribuídas a partir de março

Lucione Nazareth/VGN

Divulgação/MS

vgn-cardeneta-saude

 Governo afirmou que as novas cardenetas serão distribuídas a partir de março  

 

 

 O Ministério da Saúde informou nesta sexta-feira (14.01) que irá enviar a partir de março a nova versão impressa da 3ª edição da Caderneta da Criança aos Estados e os municípios.

Recentemente, o vereador de Várzea Grande, Enfermeiro Emerson (Progressistas), revelou que papelarias do município estão usando do momento da pandemia para venderem cartões de vacina para população por valores que variam de R$ 100 a R$ 150.

O secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo Aparecido de Barros, disse ao que desde 2019 o Ministério da Saúde não envia caderneta de vacina ao município, e que já havia solicitado à União envio de novas cadernetas para serem distribuídas na rede. Ele afirmou que caso este material não chegue à Prefeitura pedirá autorização para confeccionar sua própria caderneta de vacina.

Leia Também - Cartões de vacina são vendidos por até R$ 150 em papelarias de VG; secretário promete apurar

Mas, nesta sexta (14), o Ministério confirmou a remessa de aproximadamente 10 milhões de cadernetas para todo o país. A Caderneta da Criança é o instrumento que auxilia no acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil. E todo cidadão tem direito a receber um exemplar assim que nasce.

No material a ser entre está inclusão do instrumento Checklist M-CHART-R/F. A escala M-CHAT-R auxilia na identificação de pacientes com idade entre 16 e 30 meses com possível Transtorno do Espectro Autista (TEA). O instrumento é de rápida aplicação, pode ser utilizado por qualquer profissional da saúde, e deve ser respondido pelos pais ou cuidadores durante a consulta. A avaliação pela M-CHAT-R é obrigatória para crianças em consultas pediátricas de acompanhamento realizadas pelo Sistema Único de Saúde, segundo a Lei nº 13.438, de 26 de abril de 2017.

“Ainda na 3ª edição incluiu-se orientações para pais e cuidadores sobre sinais de albinismo, uma condição de saúde da pele que pode exigir cuidados específicos. Nessa Caderneta também foram reforçadas algumas sugestões de dinâmicas essenciais que contribuem para integração de pais e filhos, como o estímulo à leitura em família. Outra mudança foi na cor do layout das capas, tanto na versão Menino, quanto na versão Menina”, informou o Ministério em nota.

 

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

 

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760