13 de Junho de 2024
13 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Política Domingo, 24 de Julho de 2022, 06:17 - A | A

Domingo, 24 de Julho de 2022, 06h:17 - A | A

CASO PACCOLA

Presidente do Republicanos diz que eventual expulsão de Paccola tem que ser decisão colegiada

Deputado federal e presidente da legenda diz que não é juiz, que não toma decisões sozinho e que é razoável esperar o desenrolar dos fatos

Jorge Maciel e Kleyton Agostinho / VGN

O deputado federal e presidente regional do Republicanos, Adilton Sachetti, não sabe ainda que rumo o partido tomará sobre o indiciamento do vereador e correligionário, Marcos Pacolla, pela suspeita de ter assassinado o agente prisional Alexandre “Japão” Miyagawa, de 41 anos, com três tiros pelas costas, numa sexta-feira (01.07), no cntro de Cuiabá.

Pela legislação, o partido tem três direções principais a tomar: como o processo ainda  está em curso, não transitado e julgado, Paccola pode receber uma advertência, ser suspenso temporariamente até o fim do julgamento e, finalmente, ser expulso da legenda.

Veja mais: DHPP indicia vereador militar Marcos Pacolla por crime de homicídio qualificado

Sachetti afastou, contudo, a condição de juiz e ou de decidir monocraticamente. “Não julgo e não dou opinião pública sobre o assunto. Essa é uma decisão que o Republicanos tomará de forma coletiva”, disse ele.

O deputado e dirigente partidário ainda declarou que o caso é sério, mas acentuou que depende de os dirigentes avaliarem e deliberarm sobre o fato. “No início da próxima semana certamente vamos nos reunir para debater essa questão”, previu ele.

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760