18 de Julho de 2024
18 de Julho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Cidades Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 07:59 - A | A

Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 07h:59 - A | A

área de risco

Travessa próxima de córrego causa transtorno para moradores em VG

Segundo Taize, a maioria das ruas entorno da foram asfaltadas

Gislaine Morais & Angelica Gomes/VGN

Moradora há 13 anos da Travessa Aracy de Almeida, no bairro Jardim Costa Verde, em Várzea Grande, a vendedora autônoma, Taize Oliveira de Miranda, 44 anos, afirmou ao que há anos os moradores cobram da Prefeitura a canalização do córrego, pois segundo ela, tem prejudicado a estrutura das residências. A pavimentação asfáltica também é citada como promessas de campanhas eleitorais, mas que até hoje não foram cumpridas.

Segundo Taize, a maioria das ruas no entorno da Travessa Aracy de Almeida foram asfaltadas. Morando na beira do córrego, Taize mostrou a situação insalubre que vivem em decorrência da sujeira que são obrigados a conviver. A vendedora disse que há anos o córrego não é limpo. Ela ressaltou que geralmente em época de campanha política funcionários da prefeitura aparecem lá para limpar.

Morando apenas com a filha especial, Thalita Alessandra de Oliveira, 13 anos, diagnosticada com hidrocefalia e paraplegia, Taize alega que a situação insalubre que vivem prejudica ainda mais a saúde da filha. Segundo ela, a falta de asfalto também contribui, pois quando não chove, precisam lidar com a poeira, e quando chove, é a lama, que quase impossibilitada os moradores de saírem de casa.

Residências condenadas pela Defesa Civil 

Taize mencionou que já foram realizadas diversas reuniões com moradores da travessa, juntamente com o líder comunitário, e chegaram a uma conclusão, que se fosse feita a canalização do córrego, evitaria as erosões e assim não prejudicava a estrutura das casas. A vendedora autônoma disse que as casas já foram condenadas pela Defesa Civil, mas as famílias se negaram a deixar suas moradias, alegando que canalização seria o fim dos problemas de rachaduras nas paredes. Taize ressaltou que as famílias foram designadas a procurarem a Secretaria de Habitação, órgão responsável pela transferência dos moradores, mas ainda não o fizeram. 

Sobrevivendo com pequenas comissões de vendas e com o auxílio que recebe da filha, Taize disse que se sente com as mãos atadas, pois não pode trabalhar fora, uma vez que a filha precisa de cuidados 24 horas. Ela diz que toda vez que a parede da casa racha, precisa arranjar recursos para remendar. 

“Essa nossa reclamação já vem de anos. Em época de campanha política os candidatos veem aqui e prometem que vão asfaltar e dar um jeito nesse córrego. Mas, depois que passa, esquecem a gente de novo. A canalização vai ajudar muito a gente, pois vai segurar nosso terreno e evitar erosão”, desabafou Taize.

Outro lado

A reportagem do conversou com Gideon Costa Almeida, subsecretário de Viação, Obras e Urbanismo, ele explicou que ficou um trecho no Planalto Ipiranga para fechar a pavimentação da região, sendo que na primeira etapa não contemplou essas duas travessas, uma delas  - Travessa Aracy de Almeida.

Contudo, o subsecretário disse que irá passar a demanda para o secretário Luis Celso, para incluir no próximo projeto a execução de pavimentação asfáltica na Travessa Araracy de Almeida.

Leia também - Moradores voltam a reclamar da falta de água na região do Costa Verde em VG

 
 

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).

Álbum de fotos

VG Notícias

VG Notícias

VG Notícias

VG NOTICIAS

VG Noticias

VG Noticias

VG Notícias

VG Noticias

VG Notícias

VG Notícias

VG Notícias

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760