24 de Junho de 2024
24 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Cidades Quinta-feira, 21 de Julho de 2022, 09:12 - A | A

Quinta-feira, 21 de Julho de 2022, 09h:12 - A | A

caixa d"água

Trabalhador cai em cisterna no canteiro de obras do MPE

O trabalhador prestava serviços no canteiro de obras do Anexo II da Procuradoria-Geral de Justiça

Gislaine Morais/VGN

Um homem, que não teve a identidade revelada, funcionário de uma empresa que prestava serviços no canteiro de obras do Anexo II da Procuradoria-Geral de Justiça, ficou ferido após cair em uma caixa d’água, nessa terça-feira (19.07), na Capital.

A vítima foi socorrida pelas equipes do Corpo de Bombeiros (CBM) e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ao Hospital Municipal de Cuiabá (HMC).

Conforme nota emitida pela assessoria do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, assim que tomou conhecimento do acidente a instituição buscou informações junto à empresa responsável pela construção.

O MP foi informado que no momento do acidente, a empresa estaria realizando um serviço na cisterna da obra e a vítima era responsável por levar as ferramentas. Após dada a sua falta, foram procurá-lo e o encontraram caído no interior da cisterna que possuí uma altura de 4,50 m., contudo, não se pode precisar a altura da queda, uma vez que existe uma escada, tipo "marinheiro" que vai até o fundo da cisterna, além disso, ninguém teria presenciado a queda do trabalhador.

O funcionário recebeu o atendimento e está em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “O contrato firmado com a empresa responsável pela obra estabelece a obrigatoriedade do cumprimento das normas e legislações vigentes com relação à segurança do trabalho”, diz trecho da nota.

Confira nota na íntegra:

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso informou, via assessoria de imprensa, que logo após tomar conhecimento do acidente ocorrido ontem (19) no canteiro de obras do Anexo II da Procuradoria-Geral de Justiça buscou informações junto à empresa responsável pela construção.

Segundo relatos repassados à Instituição, “estaria sendo realizado um serviço na cisterna da obra e que o funcionário responsável por levar as ferramentas, após dada a sua falta, foi encontrado caído no interior da cisterna que possuí uma altura de 4,50 m. Contudo, não se pode precisar a altura da queda vez que existe uma escada tipo marinheiro que vai até o fundo da cisterna, além disso, ninguém teria presenciado a queda do trabalhador”.

Ao Ministério Público, foi assegurado que o funcionário recebeu o atendimento e está em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O contrato firmado com a empresa responsável pela obra estabelece a obrigatoriedade do cumprimento das normas e legislações vigentes com relação à segurança do trabalho.

Além do fornecimento de equipamentos de proteção individual e coletiva, a empresa deve atender, às suas expensas, todas as Normas Regulamentadoras (NR), aprovadas pela Portaria Nº 3.124 de 08/06/1978, relativas à Segurança e Medicina do Trabalho, isentando a contratante de qualquer responsabilidade advinda do eventual descumprimento da Legislação.

Leia também - Usuário de drogas é baleado em ponto de ônibus de Cuiabá

 

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760