14 de Junho de 2024
14 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Cidades Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2015, 08:59 - A | A

Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2015, 08h:59 - A | A

Saúde

Governo de Mato Grosso não está fornecendo passagens para tratamento fora do Estado, denuncia paciente

Ano passado, na gestão de Silval Barbosa ocorreu o mesmo problema, diz paciente

Lucione Nazareth/VG Notícias

O governo de Mato Grosso suspendeu fornecimento de passagens a pacientes que fazem tratamento de saúde fora de Mato Grosso, os chamados TFD (Tratamento Fora Domicílio).

Ano passado, na gestão do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), preso na Operação Sodoma, os pacientes também ficaram sem poder fazer o tratamento fora do Estado, pelo mesmo motivo, final de contrato e sem previsão orçamentária para renovar.

“As consultas são agendadas com antecedência, e mesmo assim não estão respeitando o direito do cidadão cuidar de sua saúde. É um absurdo todo ano a gente passar por isso. A saúde acaba agravada pelo stress que a gente passa, pela insegurança”, desabafa Maria de Jesus.

Na Central do TFD, uma servidora informou que a superintendente do órgão está em negociação há mais de uma semana, porém, não há previsão. Ela orientou, segundo a paciente, aguardar até o próximo dia 20, caso não tenha uma resposta positiva do Estado, para ela comprar a passagem aérea e posteriormente solicitar o reembolso do governo.

A reportagem do VG Notícias entrou em contato com a Secretaria de Estado de Saúde, que por meio de nota, informou que todos os casos de TFD que haviam atendimentos marcados para “dezembro” estão sendo analisados pela equipe médica e de assistência social da Central de Regulação da Secretaria.

“Os casos considerados de urgência estão sendo atendidos. Aqueles identificados como eletivos e que podem adiados sem comprometimento ao paciente, estão sendo remarcados”, diz trecho da nota.

A Secretaria informou ainda, que em 2016 haverá uma revisão técnica de todos os processos de TFD, já que em alguns casos verificaram-se inadequações e inconsistências nos atendimentos.

“Em 2015, foram emitidas 16.717 passagens, sendo 14.819 aéreas e 1.898 terrestres totalizando um custo de aproximadamente R$ 17 milhões no ano”, informou a pasta ao encerrar a nota.

Confira a nota na integra:

A Secretaria de Estado de Saúde, sobre o Tratamento Fora de Domicílio (TFD), informa que:

- o saldo existente para a prestação do serviço ano de 2015 já foi utilizado, sendo que houve renovação do mesmo na metade do segundo semestre;

- todos os casos TDF que haviam atendimentos marcados para Dezembro estão sendo analisados pela equipe médica e de assistência social da Central de Regulação da SES. Os casos considerados de urgência estão sendo atendidos. Aqueles identificados como eletivos e que podem adiados sem comprometimento ao paciente, estão sendo remarcados;

- para 2016 haverá uma revisão técnica de todos os processos de TFD, já que em alguns casos verificou-se inadequações e inconsistências nos atendimentos;

- em 2015, foram emitidas 16.717 passagens, sendo 14.819 aéreas e 1.898 terrestres totalizando um custo de aproximadamente R$ 17 milhões no ano.

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760