23 de Julho de 2024
23 de Julho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Polícia Quarta-feira, 19 de Junho de 2024, 11:14 - A | A

Quarta-feira, 19 de Junho de 2024, 11h:14 - A | A

CADASTRO DE LOJINHAS

"Tesoureira" de traficantes no interior é alvo de operação da PJC

A mulher era responsável por cadastrar homens que traficavam para a facção

Redação/VGN

A Polícia Civil cumpriu, nesta terça-feira (18.06), em Matupá, ( 683 km de Cuiabá), 43 mandados judiciais na segunda fase da Operação Arcarius contra o tráfico de drogas liderado por uma organização criminosa que estava atuando na cidade do Norte mato-grossense.

No decorrer da investigação, a Polícia Civil identificou uma mulher que atuava como ‘tesoureira’ do grupo criminoso em Matupá. Foi apontado entre as atividades ilícitas exercidas pela investigada o cadastro de lojinhas, distribuição dos entorpecentes, recebimento do dinheiro da venda das drogas nas bocas de fumo e remessa dos valores para um gerente da organização criminosa, responsável por fornecer a droga à região.

A operação, coordenada pela Regional de Guarantã do Norte, cumpriu 17 mandados de prisão, 22 de buscas domiciliares e quatro de apreensões de adolescentes, além do bloqueio de contas bancárias e sequestro de bens.

As investigações iniciaram em janeiro deste ano, com a prisão em flagrante de um suspeito de tráfico. A partir daí, as investigações da Delegacia de Matupá identificaram outros quatro criminosos que foram presos na primeira fase da operação.

De acordo com o delegado regional, Geraldo Gezoni Filho, o inquérito policial apura os crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

“As diligências investigativas apontaram que os investigados têm ligação com uma facção que atua no Estado, que manda a droga para a cidade de Matupá e a partir daqui enviavam o entorpecente a outros locais, como o Distrito de União do Norte, em Nova Guarita. Com os elementos angariados na operação também chegaremos possivelmente aos crimes de lavagem de capitais e integração de organização criminosa”, comentou o delegado Gezoni.

“A operação é fruto de um trabalho investigativo de meses que possibilitou à Polícia Civil apontar toda a cadeia criminosa, os investigados que atuavam como lojistas do tráfico, aqueles que cooptavam pessoas para o grupo criminoso”, apontou o delegado de Matupá, Emerson Marques.

A Operação Arcarius 2 contou com um aparato da Polícia Civil de 88 profissionais das Delegacias da Regional de Guarantã do Norte, Regional de Sinop e de Alta Floresta e apoio da Gerência de Operações Especiais (GOE) e Centro Integrado de Operações Aéreas de Segurança Pública (Ciopaer).

Leia também - Caminhoneiro morador de VG morre eletrocutado ao tentar salvar boi

 

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760