17 de Julho de 2024
17 de Julho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Polícia Sábado, 19 de Novembro de 2022, 12:19 - A | A

Sábado, 19 de Novembro de 2022, 12h:19 - A | A

menores

Casal suspeito de matar bebê de 2 meses após agressões é internado em MT

O casal estava sendo ameaçado nas redes sociais e por uma facção criminosa

Gislaine Morais/VGN

Um casal de adolescentes, mãe e padrasto de um bebê de dois meses que foi a óbito nesta semana, após suspeitas de maus-tratos, teve a internação provisória concedida pelo Poder Judiciário do município de Sinop (a 479 km de Cuiabá), nessa sexta-feira (18.11).

Conforme a Polícia Civil, no dia 11 de novembro, uma conselheira tutelar procurou a Central De Flagrantes e relatou que a criança P.G.L.A., de dois meses, havia dado entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, com sinais de supostos maus-tratos.

O bebê foi transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em um hospital de Tangará da Serra, mas morreu no dia 15 de novembro.

A delegacia especializada de Sinop abriu inquérito para apurar as circunstâncias da morte da criança. Em decorrência do fato, os adolescentes passaram a receber ameaças de morte pelas redes sociais, inclusive por uma facção criminosa.

Segundo as informações dos relatórios médicos de atendimento, bem como a declaração da certidão de óbito da criança, demonstrando que a causa da morte seriam os maus-tratos, em tese, praticados pelos adolescentes.

Quanto as ameaças de morte contra o casal, a delegada Renata Evangelista representou pela internação da mãe da vítima, 16 anos, e de seu companheiro, padrasto do bebê.

A delegada enfatizou haver indícios contundentes de que a criança pode ter sido vítima de agressões que acarretaram sua morte. “A autoria está sendo investigada, por meio de diligências, e a internação provisória é uma medida de natureza cautelar, que serve principalmente para resguardar a segurança dos adolescentes supostamente envolvidos, que estão sendo ameaçados de morte”, explicou Renata Evangelista.

O Ministério Público e o Poder Judiciário acataram o pedido de internação provisória. Os mandados foram cumpridos nesta sexta-feira (18).

O laudo da perícia da Politec-MT sobre a causa da morte será entregue nos próximos dias. As investigações continuam para esclarecer a dinâmica dos fatos. (com informações PJC)

Leia também

Veículo sofre pane, motorista desce para ver e é atropelado e morto na BR-364

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760