19 de Junho de 2024
19 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Polícia Quarta-feira, 02 de Fevereiro de 2022, 20:56 - A | A

Quarta-feira, 02 de Fevereiro de 2022, 20h:56 - A | A

FRIEZA MACABRA - VEJA VÍDEO

Acusada de participar da morte e decapitação de jovem é presa em MT

Delegado considera a acusada líder de facção criminosa

Edina Araújo/VG Notícias

A jovem Nithiely Catarina Day de Souza,19 anos, foi presa na tarde desta quarta-feira (02.02), acusada de envolvimento na morte e decapitação do jovem Gediano Aparecido da Silva, 19 anos, em 25 de janeiro deste ano, em Lucas do Rio Verde (a 352 km de Cuiabá).

A jovem foi localizada em uma residência, no bairro Alvorada, utilizada como ponto de tráfico de drogas. Após monitoramento contínuo da equipe de investigação, que identificou a suspeita, os policiais civis prenderam a mulher em flagrante por tráfico de drogas e em cumprimento ao mandado pelo homicídio qualificado.

O delegado de Lucas do Rio Verde, Marcello Henrique Maidame, confirmou que a jovem está envolvida no crime – apesar de negar. “Está negando, mas as tatuagens por si só já indicam que é ela. Então, isso aí é de negar, é praxe pro criminoso. Natiele faz parte de uma organização criminosa, é da índole desses criminosos geralmente permanecer em silêncio. Mas nós temos elementos suficientes de prova e de informações de que ela é aquela mulher que aparece no vídeo da execução, do crime do Gediano”, afirmou.

Maidame pediu para sociedade confiar na polícia. “Eu quero dizer pra sociedade que confia na polícia. Eu disse desde o começo, nós iríamos solucionar esse caso e estamos dando a resposta pra sociedade. Essa é a segunda prisão referente a esse caso. Várias outras prisões irão acontecer. Estamos dando a resposta pra sociedade e pra família do Gediano”.

Conforme o delegado, os envolvidos na morte de Gediano também têm participação em outros crimes ocorridos nos últimos dias no município - motivados por drogas. “Teremos mais prisões referente a esse caso e de outros casos também que ocorreram anterior a este, relacionado ao tráfico de droga com homicídios. A gente identifica que essas mortes têm ocorrido pelo fato de usuários ou compradores de drogas que compram drogas ou de outras pessoas que não sejam de pessoas faccionadas. Então quero dizer mais uma vez que Lucas do Rio Verde é uma cidade de pessoas de bem, de pessoas trabalhadoras. Temos várias oportunidades de emprego. E aqui o que vai imperar é a força do estado. Estamos aqui com a força máximo E comunicamos aqui que a mulher que aparece no vídeo é Nathiele. Com ela foi encontrada droga”, afirmou o delegado.

O delegado disse que a jovem não reagiu à prisão. “Nossos investigadores identificaram o local onde ela poderia estar se escondendo. E ela foi pega de surpresa. Por isso a importância do trabalho em sigilo, para evitar vazamento de informações. Era necessário esse sigilo pra que isso esteja acontecendo. Então é uma resposta rápida”, justificou.

Ainda, conforme o delegado, a jovem estava com suposto namorado e com outras três pessoas no local - apontados como responsáveis por tentar facilitar a fuga da suspeita.

Em relação à função da suspeita na facção, a polícia acredita que ela exerce posição de liderança, sendo responsável pela disciplina dos membros que descumprem alguma regra. “Ela é a pessoa que pratica a execução, cobrança de dívidas, dentro da execução. É um fato lamentável”.

Maidame afirmou que os crimes atribuídos a jovem são gravíssimos, conforme o Código Penal. “Crimes de homicídio qualificado por tortura, meio cruel. Sem contar a questão da ocultação do cadáver. Então ela responderá, e com toda certeza será condenada, por crimes que têm pena inicial de 12 e com pena máxima de 30a anos”.

Então, eu quero mandar um recado pra organização criminosa aqui de Lucas do Rio Verde: aqui impera a lei, aqui residem pessoas de bem, pessoas trabalhadoras e trabalhadeiras e aqui tem polícia, tem o poder do Estado. E esta é a resposta”

A frieza da jovem foi destacada pelo delegado. Além disso, ele mandou recado a organização criminosa de Lucas do Rio Verde. “Não demonstrou nenhum tipo de arrependimento. Inclusive ela estava postando nas redes sociais, recentemente, fotos, mídias dizendo que a polícia não iria pegar e desafiando as forças de segurança. Então, eu quero mandar um recado pra organização criminosa aqui de Lucas do Rio Verde: aqui impera a lei, aqui residem pessoas de bem, pessoas trabalhadoras e trabalhadeiras e aqui tem polícia, tem o poder do Estado. E esta é a resposta”, enfatizou.

Leia também

Envolvido na morte do jovem que teve cabeça decepada é preso

Cabeça de jovem é encontrada em contêiner de lixo em MT

 

 

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760