22 de Junho de 2024
22 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

VGNE Quinta-feira, 06 de Junho de 2024, 13:36 - A | A

Quinta-feira, 06 de Junho de 2024, 13h:36 - A | A

denúncias de vizinhos

Idoso mantinha esposa de 70 anos presa em meio ao lixo, fezes e restos de comida azeda

O regate ocorreu após denúncias de vizinhos que alegaram que a mulher era mantida presa pelo marido

Redação/VGN

Uma idosa de 70 anos que vivia em condições insalubres, foi resgatada na noite de terça-feira (04.06), pela Polícia Militar em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. A intervenção ocorreu após denúncias de vizinhos que alegaram que a mulher era mantida presa pelo marido, um homem de 67 anos.

Ao chegar ao local, os policiais se depararam com uma cena de completo abandono e degradação: a casa estava repleta de lixo, restos de comida e sanitários sem condições de uso. Imagens feitas dentro da residência revelaram a gravidade da situação, com lixo espalhado por todos os cômodos, potes com fezes, marmitas vazias misturadas com compras recentes e um banheiro totalmente inutilizável.

Segundo relatos do boletim de ocorrência, a presença de animais de estimação contribuía para o caos, agravando ainda mais as condições insalubres. Os militares chegaram à residência por volta das 20h e encontrou o suposto agressor no local. Vizinhos, revoltados com a situação, invadiram a casa para resgatar a idosa antes da chegada de reforços policiais.

O marido foi detido e quase agredido pelos vizinhos revoltados com a situação. Em meio à confusão, novas equipes policiais chegaram e conduziram o casal ao Centro Regional de Saúde (CRS). O homem alegou que sua esposa sofre de esquizofrenia, mas não apresentou nenhum laudo médico que comprovasse a condição.

A idosa, em estado de extrema vulnerabilidade e apresentando crises de agitação e agressividade, recusou atendimento médico na unidade de saúde. Posteriormente, ao serem levados para a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), a mulher teve uma nova crise e precisou ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros.

O caso foi registrado pelas autoridades como sequestro e cárcere privado, exposição a perigo da integridade e saúde física ou psíquica do idoso, submissão a condições desumanas ou degradantes e tortura. Ainda não há confirmação sobre a prisão do marido.

Leia também - Filha que mantinha idosa de 91 anos em condições precárias é presa em flagrante por maus-tratos e exploração financeira

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760