17 de Julho de 2024
17 de Julho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Polícia Sábado, 22 de Junho de 2024, 12:05 - A | A

Sábado, 22 de Junho de 2024, 12h:05 - A | A

sem fiança

Vereador de MT é preso após agredir e manter esposa em cárcere privado

Vítima era proibida de sair de casa e de utilizar meios de comunicação para contato com terceiros

Gislaine Morais/VGN

O vereador do município de Ribeirão Cascalheira, a 745 km de Cuiabá, que não teve a identidade revelada, 49 anos, acusado pelos crimes de ameaça, violência psicológica e cárcere privado praticados contra a sua esposa, foi preso em flagrante, nessa sexta-feira (21.06).

Conforme a Polícia Civil, as investigações iniciaram após a mulher, de 42 anos, procurar a delegacia, e relatar que estava sendo agredida com pancadas na cabeça e sendo xingada e ameaçada constantemente pelo companheiro. Mantida em cárcere privado, vítima era proibida de sair de casa e não podia usar meios de comunicação.

Segundo a mulher, há seis meses o parlamentar teria instalado câmeras de segurança na residência para monitorá-la e colocando pessoas na rua para vigiá-la, caso saísse de casa. No dia 14 de junho, a vítima foi novamente agredida pelo suspeito, ocasião em que pediu ajuda para um familiar escondido, porém o marido acabou descobrindo e a torturou. Há diversos vídeos das agressões praticadas pelo suspeito contra a vítima.

A vítima disse que na última quinta-feira (20), enquanto retornavam de uma reunião política, o suspeito novamente a ameaçou por “ter dado atenção para outras pessoas”. As ameaças continuaram na sexta-feira (21), ocasião em que a vítima decidiu procurar a Polícia.

Diante dos fatos, os policiais realizaram diligências, e o vereador foi detido e conduzido à delegacia. Não foi arbitrada fiança e ele foi colocado à disposição da Justiça.

O delegado Diogo Jobane explica que a imunidade parlamentar do investigado é restrita a atos, palavras e gestos no exercício da função legislativa. No entanto, no caso em questão, ele estava cometendo um crime comum, sujeito às mesmas penalidades que qualquer outra pessoa. (Com informações da PJC)

Leia também- Traficante “delivery” é preso após ser denunciado pela esposa em VG

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760