24 de Junho de 2024
24 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Variedades Quarta-feira, 15 de Junho de 2022, 10:03 - A | A

Quarta-feira, 15 de Junho de 2022, 10h:03 - A | A

trilha sonora do desespero

Tiroteio em frente a igreja interrompe culto, mas violonista segue tocando

O caso ocorreu no domingo (12.06) e imagens repercutiram em redes sociais. Três pessoas foram baleadas e uma morreu durante buscas a suspeitos.

G1

Os fiéis de uma igreja no município de Rio Maria, no sul do Pará, viveram momentos de terror no último domingo (12), após um tiroteio no lado de fora da paróquia. Um vídeo que circula em redes sociais registrou os momentos de pânico.

Durante o tiroteio, três pessoas foram baleadas. Enquanto a polícia realizava buscas a suspeitos, um jovem de 24 anos foi morto.

Nas imagens é possível ver um grupo de jovens cantando um hino em frente ao altar da igreja Divino Pai Eterno. De repente, uma das jovens de camisa preta percebe o tiroteio e corre.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por VGN (@vgnoticias.oficial)

Uma correria toma conta da igreja e os fiéis que estavam próximo à entrada correm em direção ao altar. Percebendo o pânico, o padre que ministrava a missa pega o microfone e pede calma às pessoas.

Durante todo o momento de desespero, um detalhe chamou atenção. A pessoa responsável por tocar o violão não interrompe a melodia em nenhum momento. Os sons, que começam compassados, seguem até o final em um ritmo mais espaçado.

Tiros em frente à igreja

Um homem baleado fugia de um atentado e correu em direção à igreja. Quando ele correu para se proteger entre as pessoas que estavam próximas à paróquia, outras duas pessoas acabaram sendo atingidas. O suspeito dos disparos fugiu na garupa de uma moto.

A polícia foi atrás de suspeitos do atentado e recebeu a informação que eles estariam dentro de uma casa. Segundo a versão dos policiais, ao chegar no local a equipe foi recebida a tiros.

Um jovem identificado como Marcos Vinicius Marreiro Costa morreu com dois tiros no peito. Outro suspeito conseguiu fugir, disse a polícia.

Para os familiares do rapaz, que tinha 24 anos, a polícia cometeu um engano ao atirar nele. Os familiares afirmam que Marcos Costa trabalhava, não usava armas de fogo e morreu na casa da namorada.

As três pessoas baleadas em frente a igreja receberam atendimento médico e passam bem. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760