17 de Junho de 2024
17 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Cidades Quarta-feira, 06 de Abril de 2022, 09:31 - A | A

Quarta-feira, 06 de Abril de 2022, 09h:31 - A | A

inquérito

MPF e PF investigam garimpos e desmatamento ilegal em parque de conservação em MT

Investigações apontam que fazendeiro da região é suspeito de estimular garimpo ilegal em suas terras com a cobrança de arrendamento

Lucione Nazareth/VGN

A 4ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal (MPF) determinou que a Procuradoria da República em Mato Grosso e a Polícia Federal prossigam com as investigações contra garimpos e desmatamentos ilegais nas imediações do Parque Nacional do Juruena (PARNA Juruena), na região de Nova Bandeirantes (a 997 km de Cuiabá). O parque tem 19 mil km² e abriga o bioma da Amazônia.

Consta do procedimento, que o MPF e PF iniciaram investigações para apurar a ocorrência do crime de extração ilegal de minérios e desmatamento no interior Parque Nacional.

Em julho do ano passado, a Polícia Federal chegou a deflagrar a Operação Kidemónes Gaya para acabar com os garimpos e desmatamentos ilegais na região. Nas investigações apontaram que um fazendeiro da região é suspeito de estimular o garimpo ilegal em suas terras, e com a cobrança de arrendamento, financiar a abertura de novas pastagens em meio a áreas de floresta por meio de desmatamentos ilegais.

Segundo as investigações, o esquema resultou na derrubada de mais de 4 mil hectares de florestas nativas nos últimos quatro anos, podendo chegar a mais de 6 mil hectares, além de provocar danos incalculáveis provocados pela descarga sem qualquer tratamento de toneladas de rejeitos da mineração, diretamente nos cursos de água, desfigurando seus leitos.

Posteriormente, o MPF encaminhou a 4ª Câmara de Coordenação e Revisão do órgão solicitação para o arquivamento do inquérito em decorrência da operação. Porém, o pedido foi negado, além disso, foi determinado que a Polícia Federal realize novas diligências no sentido de possível identificação dos responsáveis pela referida extração de minério.

Leia Também - PF cumpre mandados de busca em MT para reprimir comércio de notas falsas

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760