22 de Junho de 2024
22 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Fatos de Brasília Sexta-feira, 07 de Junho de 2024, 10:59 - A | A

Sexta-feira, 07 de Junho de 2024, 10h:59 - A | A

Conselho de Ética

PSOL pede cassação da deputada Coronel Fernanda

A Coronel Fernanda se referiu ao assassinato do irmão da deputada durante debate sobre a PEC que criminaliza o porte de drogas

Adriana Assunção/VGN

O PSOL apresentou nessa quinta-feira (06.06) à Mesa Diretora da Câmara dos Deputados um pedido de cassação da deputada mato-grossense Coronel Fernanda (PL-MT) por menção insensível e ofensiva sobre a morte de Diego Bomfim, irmão da deputada Sâmia Bomfim (PSOL-SP). Em 2023, Diego foi morto a tiros em um quiosque no Rio de Janeiro.

A Coronel Fernanda se referiu ao assassinato do irmão da deputada durante debate sobre a PEC que criminaliza o porte de drogas. Na declaração tendenciosa sobre a morte do médico, a deputada mato-grossense disse que “se está tratando de traficante, ela [Sâmia] tem que conversar com o pessoal lá do morro, no Rio de Janeiro, que cometeu um crime gravíssimo. E ela sabe do que eu estou falando".

Para o Psol, a Coronel Fernanda viola o Código de Ética e Decoro Parlamentar. Em entrevista ao site Uol, Sâmia Bomfim manifestou sua indignação. “Eu e minha família ainda estamos enlutados, foi um crime muito bárbaro e traumático, que não pode ser usado como arma política em nenhum contexto. Meus pais ficaram arrasados. Não podemos naturalizar isso. Ainda estamos estudando também medidas jurídicas”, declarou a deputada.
O pedido será encaminhado para o Conselho de Ética.

MORTE DE DIEGO BOMFIM

Em outubro de 2023, Diego Bomfim foi assassinado junto com os médicos Marcos de Andrade Corsato e Perseu Ribeiro Almeida. Daniel Sonnewend Proença também foi atacado, mas sobreviveu.

 

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760