21 de Julho de 2024
21 de Julho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

A | A

BBB 23

BBB: enfermeiro em hospital do DF, Cezar Black é investigado por “abandono de emprego”

Cezar Black está no BBB desde 16 de janeiro. Unidade de saúde abriu procedimento para apurar "faltas injustificadas"

Metrópoles

Enquanto foge do paredão no Big Brother Brasil, o participante do BBB Cezar Black (foto em destaque) corre o risco de ser “eliminado” como profissional de saúde na rede pública. O Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB/Ebserh) abriu um processo contra ele para apurar a denúncia de abandono de emprego.

O enfermeiro está na casa mais vigiada do Brasil há 79 dias e “passou a acumular faltas injustificadas” a partir de fevereiro, conforme informou a unidade de saúde. De acordo com o HUB, Cezar estava de férias em janeiro. O Big Brother Brasil 2023 teve início em 16 de janeiro do mesmo ano.

Ainda segundo o HUB, em fevereiro, Black tirou abonos e usou banco de horas, mas teve faltas injustificadas que geraram o respectivo desconto na folha de pagamento no mês de março em diante.

De acordo com o Portal da Transparência do hospital universitário, Black teve como vencimentos R$ 9.024,90 (bruto) no contracheque de janeiro e R$ 8.185,82 (bruto) na folha de pagamento de fevereiro.

Como os contracheques são disponibilizados a partir do dia 10 do mês subsequente, a folha de pagamento de março estará disponível a partir de 10/04, conforme informou nota do hospital. Black é concursado do HUB desde 2014 e deve cumprir 36 horas semanais.

Hospital de Taguatinga

Além de ser servidor do governo federal, Cezar Black é enfermeiro neonatal no Hospital Regional de Taguatinga. Desde que ficou confinado no programa televisivo, o brother já acumulou R$ 20.436,87 em pagamento bruto. Em fevereiro, mês do seu aniversário, o BBB recebeu, de salário e 13º, R$ 13.624,58.

O que diz a Saúde

Questionada sobre quais licenças o enfermeiro solicitou para justificar sua ausência durante a participação no reality show, a Secretaria de Saúde se recusou a responder. Em nota, disse apenas que “o servidor em questão está sujeito ao que está disposto na Lei nº 840/2011, que é o Regime Jurídico dos servidores civis do Distrito Federal”.

De acordo com o Artigo nº64, da Lei nº 840, é considerado abandono de cargo quando há faltas injustificadas por mais de 30 dias consecutivos. Cezar Black ocupa cargo como servidor efetivo na rede pública de saúde do DF desde 2018.

A Secretaria de Saúde também se recusou a informar se há processo de abertura de abandono de cargo. O Metrópoles entrou com um pedido por meio da Lei de Acesso às Informações solicitando as respostas. Assim que receber, esta matéria será atualizada.

O Metrópoles também tentou contato com a assessoria do participante, que não se manifestou até a última atualização deste texto.

Veja a íntegra da nota do HUB:

O Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB/Ebserh) informa que o enfermeiro Cezar Black Bina Cruz estava de férias no mês de janeiro. Em fevereiro, tirou abonos e usou banco de horas, mas teve faltas injustificadas que geram o respectivo desconto na folha de pagamento.

Em março, passou a acumular somente faltas injustificadas e, em razão disso, foi aberto um processo para apurar abandono de emprego, que está em curso e segue os ritos processuais normativos, nos quais se incluirão o contraditório e a ampla defesa.

Cabe esclarecer que no Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos (SIAPE), utilizado pela administração pública federal, os descontos de faltas figuram somente um mês após a ocorrência e assim as faltas injustificadas de março vão constar na folha de pagamento de abril.

Os contracheques são disponibilizados sempre a partir do dia 10 do mês subsequente, ou seja, o contracheque de março estará disponível a partir de 10/04.

Leia mais; Quase 100 dias de Governo e polarização persiste, apontam pesquisas

 

Acesse nosso Facebook e fique bem informado: CLIQUE AQUI

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760