19 de Junho de 2024
19 de Junho de 2024
 
menu

Editorias

icon-weather
lupa
fechar
logo

Polícia Terça-feira, 03 de Maio de 2022, 11:47 - A | A

Terça-feira, 03 de Maio de 2022, 11h:47 - A | A

VEJA LISTA

Nome do senador Fávaro consta da lista do ex-secretário investigado por tráfico de drogas

Lista consta valores e notas fiscais, mas não especifica o que seriam os supostos pagamentos

Lucione Nazareth/VGN

Atualizada às 17h20 - A Polícia Federal encontrou no apartamento do ex-secretário de Ciência e Tecnologia (Secitec) Nilton Borgato, durante a Operação Descobrimento, deflagrada no mês passado em investigação sobre envio de drogas para Portugal, três listas contendo nomes de políticos ligados ao PSD e PP com especificação de repasse financeiro. A informação consta do termo de apreensão anexado ao mandado de busca no apartamento de Borgatto.  

Leia Mais - Ex-secretário é preso em operação contra tráfico internacional de drogas

As listas contêm tabelas com nomes, números de nota fiscal, com valores e estavam separadas com os seguintes títulos. Lista Pagamento da Gráfica, Lista dos Candidatos PSD e dos Candidatos PP. Porém, não específica o que seriam os supostos pagamentos e repasses financeiros.  

No termo de apreensão ainda consta que foi localizado duas intimações de cobrança de notas promissórias do 4.º Serviço Notarial de Cuiabá, em nome do senador e presidente do PSD em Mato Grosso, Carlos Fávaro. O documento estava no quarto do ex-secretário.  

Além disso, foi apreendido comprovantes de pagamento 12 sacos transparentes contendo diversas pedras, aparentando ser diamantes, R$ 29.300 mil e 4 mil dólares em espécie.   

Nilton Borgato é filiado ao PSD e estava articulando sua pré-candidatura a deputado federal.

Outro Lado - O Diretório do PSD em Mato Grosso encaminhou ao nota sobre a lista encontrada no apartamento de Nilton Borgatto. Confira a nota

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A respeito da informação sobre a localização de duas intimações de notas promissórias encontradas no apartamento do Sr. Nilton Borges Borgatto, o Diretório Regional de Mato Grosso do Partido Social Democrático vem a público esclarecer que:

- Ao contrário do que foi amplamente noticiado, intimações de notas promissórias não são notas promissórias propriamente ditas. Trata-se de instrumento utilizado para notificar alguém acerca da existência de uma dívida;

- No caso em questão, a intimação tratava de um débito do PSD-MT, o que justifica a posse de tais documentos com o Sr. Borgatto, integrante da sigla;- As intimações tratavam de uma transação comercial do partido com uma empresa, que já foi negociada e cujos pagamentos são feitos conforme acordo entre as partes;

- Tal relação, inclusive, já foi exaustivamente investigada pelas autoridades competentes, tendo seu arquivamento sido pedido pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal, o que foi acatado pela Justiça diante a ausência de qualquer indício de irregularidade;

- O PSD-MT permanece, como sempre, à disposição das autoridades para eventuais esclarecimentos complementares que se fizerem necessário.

Polícia Federal

lista-pf-borgatto 22

 

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 01 - JD. IMPERADOR
CEP: 78125-760 - Várzea Grande / MT

(65) 3029-5760
(65) 99957-5760