Vereadores querem “abrir” contas da Saúde/VG

Os parlamentares querem que a prefeita Lucimar Campos (DEM), preste contas do valor deixado em caixa.

Lucione Nazareth/VG Notícias

Os vereadores por Várzea Grande aprovaram nessa quarta-feira (02.12), durante sessão ordinária da Câmara Municipal, requerimento solicitando o “extrato bancário” das contas da Secretaria de Saúde do município.

De acordo com o autor do requerimento, vereador Fábio Saad (PTC), as contas da Secretaria de Saúde devem ser abertas para os vereadores, para que eles possam acompanhar a aplicação dos recursos estaduais e federais recebidos pela pasta.

Conforme o vereador, o ex-prefeito Walace Guimarães (PMDB) quando deixou a Prefeitura, em maio deste ano - após ter o mandato cassado, deixou nas contas da Secretaria de Saúde em torno de R$ 11 milhões para serem investidos no setor.  Por isso, quer que a prefeita Lucimar Campos (DEM), preste contas do valor deixado em caixa.

Ele solicita, por meio do documento, os extratos detalhados das contas correntes e contas poupança da Saúde referente ao período de 01 de maio de 2015 a 30 de novembro de 2015, com todas as aplicações dos referidos recursos.

Segundo o parlamentar, dos R$ 11 milhões deixados no caixa, R$ 2 milhões estavam alocados para serem investidos nas obras de construção da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Cristo Rei, que teve sua construção licitada na gestão do peemedebista.

“Um fato que nos preocupa muito é que já tinha sido lançado a UPA do Cristo Rei, e o recurso que se encontrava no dia 05 de maio, era de R$ 2 milhões. Então nada mais justo que possamos saber quanto se encontra na conta hoje, e vamos poder ver como que está dando o andamento”, explicou.

Ainda segundo ele, foram enviados recursos federais para o município destinado a construção de 15 unidades de PSF’s, que proporcionaria o aumento na cobertura do sistema de saúde.

“Hoje nós temos um dos piores índices do Brasil. Nós atendemos apenas 18% de cobertura de PSF. Se tivermos o recurso disponível, nós vamos passar para 85% de coberturas, e esse recurso se encontra em conta, porque era um recurso federal”, finalizou Saad ao destacar a importância dos vereadores acompanharem o saldo das contas bancárias da Secretaria de Saúde.


Fonte: VG Notícias

Visite o website: wwww.vgnoticias.com.br