Servidores da Saúde de Cuiabá sinalizam greve se TCE não rever prêmio saúde

Larissa Malheiros/VGNotícias

julio

 

O vice-presidente do Conselho Municipal de Saúde de Cuiabá, Júlio Garcia, pediu aos vereadores que tentem reverter a decisão do conselheiro interino do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Moises Maciel, que suspendeu o pagamento do “Prêmio Saúde”, a todos os servidores da saúde. Isso porque, segundo ele, com este corte a sinalização de greve dos servidores já é discutida entre a categoria.

A declaração de Júlio ocorreu na manhã desta terça-feira (16.07), durante a sessão da Câmara Municipal, na qual centenas de servidores estiveram presentes pedindo ajuda aos parlamentares. “Essa decisão prejudica 5 mil servidores que estão com prêmios cortados”, disse ele.

Ele lembra que a atitude de vereadores foi impensada e atingiu servidores. Cinco vereadores entraram pedindo a suspensão do Prêmio Saúde do secretário de Saúde da Capital, Luiz Antônio Possas de Carvalho, e o TCE suspendeu não somente o prêmio do gestor , mas de todos os servidores.

“Vereadores se manifestaram de forma equivocada. Por isso, peço que todos os vereadores se manifestem junto ao TCE e revertam isso. Foram atingir o secretário e atingiram os 5 mil servidores. Aceitem que foi um erro, assumem o erro e revertam”, destacou.

O Prêmio Saúde está entre R$ 100 e R$ 300 reais, contemplando todos os servidores comissionados e efetivos. Júlio lembrou que esssa decisão cortou 50% a 60% do salário do servidor, e profissionais já estudam uma greve. “ Profissionais da saúde devem parar”.

 


Fonte: VG Notícias

Visite o website: wwww.vgnoticias.com.br