Governo paga o 3° melhor salário do país e o ensino médio em MT está entre os últimos no ranking dos Estados

Edina Araújo/VG Notícias

Assessoria

protesto

 

Em nota, o governador Mauro Mendes (DEM), afirma que a greve parcial da Educação prejudica toda a sociedade. Segundo o Governo, Mato Grosso paga o terceiro melhor salário do país, R$ 5800 mil. Diz ainda, que o salário dos professores do Estado é o dobro do que pagam as escolas particulares – e, apesar disso, Mato Grosso conseguiu somente a vigésima primeira posição, entre os Estados brasileiros.

O Governo reafirma que o Estado atravessa dificuldades financeiras - e já ultrapassou o limite legal para gastos com salário - e está impedido de conceder qualquer tipo de aumento salarial. "E se está impedido por lei, a greve é abusiva", diz.

Por fim, o Governo diz contar com a colaboração dos profissionais da educação para o retorno às aulas, para melhorar os resultados do ensino. Confira abaixo comunicado na íntegra.

Comunicado da Educação

A greve parcial da Educação prejudica toda a sociedade.

E o Governo do Estado esclarece:

Mato Grosso atravessa dificuldades financeiras, já ultrapassou o limite legal para gastos com salário e está impedido de conceder qualquer tipo de aumento salarial. Se está impedido por lei de dar o aumento, esta greve é abusiva.

Um professor ganha em média R$ 5.800, que é o dobro do que pagam as escolas particulares. Apesar disso, a qualidade do Ensino Médio em Mato Grosso só alcançou a vigésima primeira posição, entre os 27 Estados do país.

Contamos com a colaboração dos profissionais da educação para o retorno às aulas, melhorando os resultados e construindo, juntos, uma Educação Pública de qualidade.

Governo de Mato Grosso.


Fonte: VG Notícias

Visite o website: wwww.vgnoticias.com.br