Carvalho sugere que senadora estude projeto dos incentivos fiscais para dar opinião

Larissa Malheiros/VGNotícias

VGNotícias

VG Notícias

Mauro Carvalho

Secretário Chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho


 

Após a senadora juíza aposentada, Selma Arruda (PSL-MT) criticar o Governo do Estado, por causa da proposta de revisão dos incentivos fiscais enviada à Assembleia Legislativa e afirmar que o Estado deve chegar à falência, o secretário chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, sugere que a parlamentar conheça o projeto de Lei Complementar antes de opinar.

Segundo Carvalho é necessário conhecer a proposta antes de apontar que não serve para alguns setores em Mato Grosso. Ele avisa que a senadora tem que se atentar aos dados técnicos e não a tudo que se é emitido pela imprensa.

“Minha sugestão é que a senadora Selma pegue realmente o projeto de Lei complementar e estude ele, para que realmente ela possa dar uma opinião com os dados realmente técnicos que estão dentro do projeto de Lei. Existiu muita coisa nesses últimos dez dias na imprensa que não condiz com a realidade com o projeto de Lei”, explicou ele para o #vgnoticias.

Selma havia dito em plenário no Congresso em Brasília que a revisão dos incentivos levaria o Estado a falência. Mas, Carvalho ressaltou que o texto do projeto já sofreu várias alterações e ajustes. No entanto, ele garantiu que a ideia do governador Mauro Mendes (DEM) é dar segurança a todos os setores e não prejudicar os produtores.

“Tem muita coisa que foi alterada, muita coisa que foi ajustada, e de forma nenhuma o governador quer penalizar qualquer setor produtivo do Estado de Mato Grosso. Muito pelo contrário, o que o governador quer é realmente estimular e dar segurança jurídica fiscal e a isonomia que até hoje não existiu no Estado de Mato Grosso”.

 


Fonte: VG Notícias

Visite o website: wwww.vgnoticias.com.br