Medidores são implantados em frente as casas em VG, diz diretor da Energisa

Sarah Mendes/VG Notícias

tarifa energia elétrica, conta de luz

 

A Energisa é a concessionária responsável pela distribuição de energia elétrica por todo o estado de Mato Grosso, além disso, é também a empresa que lidera o ranking de críticas por cobranças indevidas e abusivas na Superintendência de Defesa do Consumidor de Mato Grosso (Procon/MT).

Em entrevista ao #vgnoticias No Ar, o engenheiro elétrico e diretor presidente da Energisa no Estado, Riberto José Barbanera, comentou a respeito dos serviços prestados e esclareceu que um dos grandes fatores dessas denúncias se dão pelo fato de que o medidor de consumo está fixado nos postes de energia elétrica.

“No Brasil todo, se você andar por aí vai ver que o medidor fica em uma caixa dentro da propriedade do cliente, isso permite que ele acompanhe o consumo todos os dias. Com o medidor em cima do poste isso dificulta e praticamente impede esse acompanhamento. O leigo, além de não estar familiarizado com a leitura do medidor, também encontra uma dificuldade muito grande de olhar e identificar a leitura lá em cima”, explica.

Na tentativa de minimizar esse problema, o grupo está implantando o padrão com o medidor em frente as casas e, em Várzea Grande a região do Aeroporto foi a primeira a ser contemplada. No entanto, há ainda um número muito alto de medidores instalados no alto. “São 250 mil pontos fixados nos postes, mas com o projeto vamos diminuir isso”.

Ainda segundo Riberto Barbanera, muitas pessoas desconhecem a legislação do setor e compreendem a fatura de energia. “Atrás da lâmpada acesa em casa tem toda uma estrutura, desde a água que gerou a energia. O custo de toda essa estrutura vem na conta da empresa distribuidora”.

De acordo com ele, somente 20% do valor cobrado na fatura é pertencente à empresa, do valor restante, 40% é repassado ao gerador e transmissor e os outros 40% são a títulos de impostos para o governo federal, estadual e municipal.

A respeito dessas reclamações, o diretor diz que, caso o cliente queira reivindicar por algo pode recorrer ao Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), ouvidoria, empresa reguladora ou ao Procon.

A Energisa também possui um aplicativo para download disponível para Android ou iOS, além disso, segundo ele, caso o cliente opte por um atendimento preferencial poderá se dirigir à uma das unidades de ouvidoria que estão presentes em 141 municípios de Mato Grosso.

Em Cuiabá a base fixa da concessionária está localizada no Morro da Luz, no centro da Capital. 

 


Fonte: VG Notícias

Visite o website: wwww.vgnoticias.com.br