Família busca por servidora vista pela última vez em frente a hospital

Izabella Araújo/VG Notícias

Reprodução

Foto

 

Fabiana Marisney Cintra da Silva, 41 anos, servidora da Prefeitura de Cuiabá foi vista pela última vez nessa segunda-feira (10.06) e a família está desesperada atrás de informações de seu paradeiro.

O irmão de Fabiana, Paulo Henrique Cintra da Silva, contou ao #vgnoticias que ela saiu da casa da mãe por volta das 7h da manhã de ontem e afirmou que estava indo para a escola Maria Herminia Alves, no bairro CPA 4, em que trabalha para saber mais informações sobre a greve dos professores, mas não apareceu no local.

“Como ela não atendia o telefone, minha irmã foi na escola por volta de 17h e o guarda falou que ela não apareceu lá. O taxista que levou ela, de vez em quando, presta serviço para ela e minha mãe, o nome dele é Luiz, ele contou que pegou minha irmã no bairro CPA 3, onde ela mora, levou ela ao supermercado no mesmo bairro, para ela sacar o pagamento dela, de lá, segundo ele, deixou ela em frente ao Hospital Júlio Muller, em Cuiabá. E não viu mais ela”, contou.

Segundo o irmão, Fabiana nunca sumiu assim. "Nunca nem dormiu fora de casa. Nós achamos estranho. Minha irmã não sai de casa, só tem convívio com familiares e na escola, ninguém sabe dela. Nunca dormiu fora de casa, cuida da minha mãe que é cadeirante”.

A Polícia Civil, conforme ele, aguarda um prazo de 48 horas para quebrar o sigilo bancário e telefônico para saber se a desaparecida realizou mais alguma transação.

“Fomos atrás da filmagem no Hospital Júlio Muller, mas eles não quiseram passar. Lá em frente tem uma câmera do Ciosp que poderia ajudar, mas eles têm que esperar o prazo de 48h para solicitar para um juiz liberar as imagens”.

O irmão afirmou que já andou por todos os hospitais, Prontos-socorros e UPAs, atrás de informações. “Fomos na rodoviária, ela não pegou nenhum ônibus. Vou ao Aeroporto, já fui nas UPAs, no Pronto-Socorro, estamos no aguardo”, lamentou.

Quem tiver informações pode entrar em contato através dos seguintes telefones: (65) 9 9224-4702 ou (65) 9 9229-5829.


Fonte: VG Notícias

Visite o website: wwww.vgnoticias.com.br