Presidente do TCE homenageia Várzea Grande

Assessoria

TCE/MT

Domingos Neto

 

O presidente do Tribunal de Contas de Mato Grosso, conselheiro Gonçalo Domingos de Campos Neto, prestou homenagem alusiva ao aniversário de Várzea Grande, que será comemorado no dia 15 de maio, quarta-feira. A cidade completa 152 anos de emancipação. Em sua manifestação, na abertura da sessão plenária de julgamento desta terça-feira (14.05), o conselheiro lembrou aspectos que marcam a cultura da população várzea-grandense.

"Quero destacar a nossa fé, a nossa cultura e a força do povo várzea-grandense. Como bom torcedor, trago também minhas saudações ao Clube Esportivo Operário Várzea-grandense, time do meu coração, que traz suas cores vermelha, branca e verde", disse o presidente, salientando a religiosidade e a união que caracterizam aquela comunidade.

O conselheiro registrou ainda que Várzea Grande é uma cidade de habitantes "hospitaleiros e guerreiros", que constroem o futuro do município com muita garra e determinação. Em nome da prefeita Lucimar Sacre de Campos, ele desejou sucesso à atual administração do município.

A cidade de Várzea Grande tem suas raízes na guerra do Paraguai. Oficialmente, conforme o site da Prefeitura Municipal, seu marco de fundação data de 15 de maio de 1867 com a ocupação da margem direita do Rio Cuiabá, por alguns ribeirinhos e chacareiros. A urbanização iniciou mesmo a partir da criação de um campo de prisioneiros paraguaios na localidade.

Tropas militares cuidavam de cidadãos comuns de nacionalidade paraguaia que eram hábeis açougueiros, artesões do couro e outros profissionais. A região logo se transformou em lugar com fama de boa carne seca e de reconhecidos artesões. Da miscigenação entre a população local branca e negra, os paraguaios e indígenas Guanás, surgiu o várzea-grandense, matriz de uma cultura rica em todos os aspectos.

O boom populacional, que transformou Várzea Grande no segundo maior município de Mato Grosso, se deu a partir do final da década de 70 e ganhou força com a divisão do Estado em 1979. A partir de então, o município passou a ser conhecido como Portal da Amazônia e, em seguida, como Cidade Industrial de Mato Grosso.


Fonte: VG Notícias

Visite o website: wwww.vgnoticias.com.br