Beneficiários do Bolsa Família receberão 13º ainda este ano, diz ministro

Gislaine Morais/VG Notícias

Reprodução

Bolsa Família

 

O Ministério da Cidadania anunciou oficialmente nesta quinta-feira (11.04) o pagamento do 13ª para os beneficiários do Bolsa Família. A proposta é uma promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com o ministro Osmar Terra, o 13º é resultado do esforço do governo em manter no programa apenas as famílias que atendem aos critérios de elegibilidade e mantêm o cadastro atualizado.

Osmar ainda lembrou que o Bolsa Família passou por aperfeiçoamentos e eliminou a fila de espera, que chegou a quase dois milhões.

“Os beneficiários não vão mais precisar aguardas mais que 45 dias para começar a receber o recurso”, assegura o ministro. Ele ainda ressaltou que a fila de espera do Bolsa Família está zerada há 20 meses consecutivos.

Segundo o Ministério, o recurso para o pagamento, cerca de R$ 2,5 milhões, consta na previsão orçamentária do Governo Federal. Ele ainda prevê que 14 milhões de famílias irão receber a gratificação natalina. 

O Programa – O Bolsa Família foi criado para contribuir no combate à pobreza e à desigualdade social no Brasil. Atua em três eixos: complemento de renda, acesso a direitos - como educação, saúde e assistência social - e articulação com outras ações para garantir o desenvolvimento das famílias beneficiárias. Os interessados devem se inscrever no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. O registro pode ser feito nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) ou na gestão municipal do Bolsa Família e do Cadastro Único.

O programa atende às famílias que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 89,00 mensais e entre R$ 89,01 e R$ 178,00 mensais (com crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos). Em março de 2019, 14.105.240 famílias receberam o total de R$ 2,6 bilhões. O valor do benefício médio foi de R$ 186,94.


Fonte: VG Notícias

Visite o website: wwww.vgnoticias.com.br