Wellington cita experiência e diz conhecer os caminhos para solução da logística em MT

Adriana Assunção/VG Notícias

VG Notícias

Fagundes

 

O candidato Wellington Fagundes (PR), durante o debate na manhã desta quinta-feira (04.10), destacou sua experiência de 27 anos como parlamentar - como fator importante para buscar soluções concretas na questão de logística do transporte em Mato Grosso.

“A minha experiência de 27 anos é que me permite ir buscar os recursos não só aqui do Governo Federal, as parcerias também com as empresas e de lá fora, buscar os recursos e fazer com que Mato Grosso, esse Estado com tanto desenvolvimento, a infraestrutura seja a solução do nosso desenvolvimento. E eu sei os caminhos e vou trabalhar para isso”, afirmou o candidato.

Fagundes citou os investimentos na ferrovia que chegou a Rondonópolis e a importância de avançar a Cuiabá e ao Nortão do Estado. O candidato também afirmou que como parlamentar, atuando como presidente da Frente Parlamentar Mista de Logística de Transportes e Armazenagem vem colocado recursos na logística de Mato Grosso.

“Na questão de infraestrutura eu sou o presidente da Frente Parlamentar Mista de Logística de Transportes e Armazenagem, exatamente é o que nós temos trabalhado muito, mas nós já investimos muito e as estradas federais de Mato Grosso, todas elas estão em bom estado de conservação, avançamos na duplicação da divisa de Mato Grosso do Sul até Cuiabá que vamos inaugurar agora no final do ano. A ferrovia chegou em Rondonópolis e estamos trabalhando para ela chegar em Cuiabá ”, relatou o candidato.

Wellington pontuou ainda que propôs na Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), a utilização do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) 2 para a construção da Ferrogrão (Ferrovia que ligará Sinop (MT) a Porto de Miritituba em Itaituba (PA). No encontro, a principal solicitação dos produtores rurais era o fim da cobrança do fundo: “Agora essa semana nós tivemos uma reunião na Aprosoja e sugeri que o Fethab 2 possa ser um lastro para que os produtores, conjuntamente possamos buscar recursos no exterior para fazer a Ferrogrão”, concluiu.


Fonte: VG Notícias

Visite o website: wwww.vgnoticias.com.br