Proposta não agrada e professores de VG ameaçam greve

A categoria reivindica a imediata atualização do piso salarial

Lucione Nazareth / VG Notícias

Os professores da rede municipal de Várzea Grande decidem na manhã desta quarta-feira (15.07), em assembleia geral, se retomam ou não a greve dos profissionais no município. A categoria reivindica a imediata atualização do piso salarial.

Em entrevista ao VG Notícias, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Várzea Grande (Sintep/VG), Gilmar Soares, disse que existe uma grande possibilidade da categoria retomar a grave, já que o Poder Executivo municipal não apresentou uma proposta que atenda a reivindicação.

“Acredito que a categoria pode rejeitar a proposta apresentada pela Prefeitura e deliberar para o movimento grevista. Eles apresentaram uma proposta e concederam a atualização do piso salarial em parcelas, e a categoria não quer isso”, declarou Gilmar.

Conforme ele, o município propôs pagar o reajuste de pouco mais 13% em quatro parcelas, pagando elas nos meses de agosto, setembro, outubro e novembro. O presidente do Sintep/VG pontuou que a “falha” na proposta é não pagar o valor retroativo a janeiro deste ano – como reivindica a categoria.

Caso a categoria delibere pela recusa da proposta, a greve deve iniciar no mês de agosto, após encerramento das férias escolares.

A reunião da classe está marcada para as 08h30 horas no Ginásio de Esportes do CEJA Licínio Monteiro.

Outro Lado - A reportagem do VG Notícias entrou em contato com a secretária de Educação, Zilda Leite, para falar sobre a proposta apresentada, mas ela não atendeu e nem retornou o contato até o fechamento da matéria. 


Fonte: VG Notícias

Visite o website: wwww.vgnoticias.com.br